O eleitor não pode fazer comparação entre os candidatos, diz Simeyzon Silveira

O presidente municipal do PSD enfatiza que Goiânia vive a fase da comoção, mas que o momento da virada é agora

Simeyzon Silveira presidente municipal do PSD

Em uma conversa franca, o ex-deputado e presidente municipal do PSD, Simeyzon Silveira explicou como o partido está se mobilizando para esta reta final de campanha, diante do segundo turno da eleição para prefeito de Goiania. Ele disse que esta é uma eleição completamente fora da normalidade, em que se tem apenas um candidato, pois Maguito está doente e o vice dele é um fantasma. “Não sabemos quem é Rogério Cruz, se ele é qualificado ou não para governar a cidade, quais são os projetos dele, como está sendo a conversa com as coligações, ele não explica nada, simplesmente sumiu das discussões. E isso é péssimo para o eleitor que não tem base para comparar”, explicou.

Simeyzon relata que o goianiense vive um período de comoção com a doença do candidato Maguito Vilela e isso é compreensível. A expectativa era de que ele se recuperasse logo, mas que infelizmente isso não aconteceu e que neste momento todos oram pelo reestabelecimento dele. Mas o presidente municipal do PSD também lembrou que esse tipo de sentimento, a comoção foi o responsável por virar a situação política na história recente do País. Como quando, Eduardo Campos morreu e quase alçou Marina da Silva a presidência da República e com o presidente Jair Bolsonaro, que teve um aumento expressivo de apoio depois da facada, que o levou a vencer a eleição.

Hora da virada

Simeyzon diz que esses três dias que faltam são o momento em que o goianiense terá para refletir e analisar o que quer para ele, sua família e para Goiânia. “O eleitor consciente vai tomar a decisão certa e vai ver que o voto dele é coisa séria. Goiânia é uma cidade complexa, com mais de 1,5 milhão e meio de habitantes e que cada um precisa refletir se quer um gestor ou uma pessoa que não comparece a um debate que seja”, argumentou. “Queremos que o eleitor exija que o Rogério Cruz venha para o debate. Sabemos que o candidato Maguito não vai se reestabelecer de uma hora pra outra, o caso dele é sério. Então, se ele for eleito, será o vice a tomar conta da cidade no primeiro momento”, continuou.

Sobre a campanha, Simeyzon disse que Vanderlan está fazendo uma jornada propositiva, com muitas propostas viáveis para Goiânia. Que ele está disposto a discutir a cidade, sempre esteve, mas não tem com quem. “Tanto o candidato Vanderlan, quanto o partido e as coligações que fizemos, querem o mesmo, o melhor para Goiânia”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.