Nutricionista explica como aproveitar a Páscoa sem culpa

“Quando a pessoa já tem uma alimentação equilibrada, ela pode aproveitar essa época do ano com o chocolate de sua preferência”, diz especialista

Foto: Reprodução

Faltando poucos dias para a Páscoa, é normal nos depararmos com as inúmeras opções dos tradicionais ovos de chocolate, no mercado. Então é hora de esquecer a dieta e se jogar nessas delícias? Nada disso! Especialistas afirmam que é possível, sim, aproveitar a Páscoa, mas sem cometer exageros e nem prejudicar a perda de peso.

Diante das várias opções disponíveis, surge a dúvida: Qual ovo comprar? Tradicional ao leite, branco, amargo, meio amargo ou diet. O chocolate pode trazer benefícios à saúde? Qual a quantidade ideal a ser consumida? E o melhor horário? O Jornal Opção conversou com uma profissional da área para esclarecer essas dúvidas.

A nutricionista Mariana de Andrade, mestre em nutrição e saúde, conta que o cacau presente no chocolate tem um alto poder antioxidante, o que é muito importante para a saúde cardiovascular. Além disso, é rico em flavonóides, que podem desempenhar função vasodilatadora, melhorando inclusive, a performance esportiva.

Por isso, a profissional ressalta que a melhor escolha na hora de comprar os ovos de páscoa é procurar aqueles com maior teor de cacau, os chamados chocolates amargos. Além disso, a quantidade de açúcar é bem menor nesse tipo de produto.

Segundo a nutricionista, a quantidade de chocolate diária recomendada, para que se tenha os benefícios do ingrediente, é de cerca de 40 gramas de chocolate com mais de 70% de cacau na composição. E ressalva que, apesar de ser a melhor opção, muitas pessoas não gostam de chocolates amargos, e diz que não há problemas em aproveitar a páscoa com o doce de sua preferência, desde que de forma moderada.

“Quando a pessoa já tem uma alimentação equilibrada durante todo o ano, uma rotina de exercícios físicos, ela pode aproveitar essa época do ano com o chocolate de sua preferência”, explicou.

A profissional lembra, ainda, que é importante se atentar às quantidades de chocolate ingeridas.  “A pessoa pode comer uma quantidade moderada e seguir sua rotina saudável normalmente”. Quanto aos horários de consumo, Mariana explica que é interessante consumir o chocolate após grandes refeições, como o almoço, por exemplo, já que o organismo contará com uma disponibilidade maior de fibras e proteínas, que ajudam no controle glicêmico, e impedindo que aconteça um pico elevado de açúcar no sangue.

Para finalizar, a especialista diz que durante essa época é importante não fazer misturas calóricas muito grandes, escolher alimentos mais saudáveis e tentar reduzir a ingestão de carboidratos refinados, ricos em açúcar.

Então vamos desmistificar essa história de que o chocolate só traz gordurinhas extras. É possível comemorar a Páscoa sem se privar das tradições, desde que se faça as melhores escolhas, e sem exageros.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.