Número de pedidos de recuperação judicial em 2020 foi abaixo do esperado; apenas 1.179

Especialistas apontavam mais de 5 mil pedidos, devido à crise causada pela Covid-19

Empresas fecharam as portas definitivamente em razão da pandemia | Foto: Divulgação

De acordo com o Serasa, foram realizados somente 1.179 pedidos de recuperação judicial em 2020, número 17,64% inferior ao de 2019. Trata-se do menor nível de pedidos desde 2014.

Este número está muito abaixo do que especialistas da área apontava. As estimativas variavam em média entre mais de 3,5 mil e 5 mil pedidos.

Os especialistas Eduardo da Silva Mattos e José Marcelo Martins Proença, em uma publicação feita em conjunto, indicaram que não há evidência de que a queda no PIB gera efeito imediato (e de aumento) no número de empresas buscando o resguardo de institutos falimentares.

Eles apontam também que algumas empresas pequenas sequer buscaram uma recuperação judicial, tendo fechado as portas com a crise em vista. Havia também a expectativa de que o governo auxiliasse financeiramente as empresas, o que não as fizeram buscar medidas de recuperação judicial imediatamente.

A dupla de especialistas ainda faz um alerta. “2021, com o risco de abarrotamento do Judiciário com questões relativas as empresas em crise, será um ano de desafios e aprendizado para os estudiosos de risco de crédito e de empresas em crise”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.