Número de mortos no atentado em Aeroporto de Istambul sobe para 41

Pelo menos 239 pessoas ficaram feridos e há no mínimo 13 estrangeiros entre as vítimas dos três homens que abriram fogo no local e depois se explodiram

Subiu para 41 o número de mortos em um atentado no aeroporto Mustafa Kemal Atatürk, na cidade de Istambul, na Turquia. Ao todo, 13 estrangeiros estão entre as vítimas, incluindo pessoas da China, Tunísia, Uzbequistão, Irã, Jordânia, Ucrânia, Arábia Saudita e Iraque. A série de explosões e tiros que começou na tarde desta terça-feira (29/6) também resultou em pelo menos 239 feridos.

As informações são de que três homens abriram fogo em frente a entrada de um terminal e se suicidaram com bombas depois que os policiais começaram a atirar. Ainda não há confirmação se todos eles conseguiram passar pela revista, mas por enquanto, o que se tem é que apenas um dos terroristas foi contido pelos oficiais. Em Istambul, passageiros passam por duas revistas, inclusive antes mesmo de fazer o check-in.

Até agora, nenhum grupo terrorista reivindicou o ataque, embora o primeiro-ministro da Turquia, Binali Yildrim, tenha afirmado que a suspeita é de que ele tenha sido arquitetado pelo Estado Islâmico. “As suspeitas iniciais apontam que o grupo terrorista Estado Islâmico está por detrás dos ataques, mas as investigações ainda estão em andamento”, afirmou ele em coletiva.

As imagens das câmeras de segurança já estão sendo investigadas para tentar identificar os envolvidos. Autoridades da Turquia também analisam vídeos e colhem depoimentos de sobreviventes.

Não há registros de brasileiros entre os mortos, segundo o Itamaraty, que disponibilizou o contato do consulado do Brasil em Istambul para aqueles que têm família e amigos na Turquia mas não estão conseguindo contato: 00 xx 90 554-834-5952.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.