Número de leitos de UTI para tratamento de Covid-19 em Goiânia aumentou 347,5% em um mês

Apesar do aumento,  taxa de ocupação quase alcança 90% na rede municipal

Em balanço divulgado nesta terça-feira, 21, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) revela que Goiânia aumentou em 347,5% o número de leitos de UTI para tratamento de pacientes com Covid-19 nos últimos dois meses. Segundo a pasta, a capital passou de 40 para 173 unidades.

Segundo a superintende de Regulação da capital, Andreia Alcantara Barbosa, a expectativa é de ampliação no próximo mês, dobrando o atual número. Para isso, no último dia 13 a Prefeitura de Goiânia realizou um pregão eletrônico e contratou 100 novos leitos de UTI.

“Agora, depois de realizar esse processo licitatório, a SMS vai montar os equipamentos. Eles começarão ser operacionalizados na primeira semana de agosto no novo prédio do Hospital das Clínicas, um dos 11 espaços direcionadas para o tratamento da covid-19 no município”, garantiu.

Apesar do aumento, a  taxa de ocupação dos leitos de UTI na capital é de 87% até a tarde desta terça.

Ocupação

Sobre a ocupação dos leitos de Goiânia por pacientes do interior, Andreia Alcantara explicou que neste momento de pandemia, especificamente para o tratamento da covid-19, a regulação de pacientes das cidades goianas é realizada pela Central de Regulação do Estado.

“Essa medida foi acordada, de forma colegiada, entre Goiânia, a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás e as outros 245 municípios. Quando existe a necessidade de transferir um paciente para Goiânia, o Estado é quem solicita para a Central de Regulação da capital”, detalhou. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.