Michel Temer dá posse a três novos ministros

Governo criou duas novas secretarias. Assumem os tucanos Imbassahy e Luslinda Valois e o peemedebista Moreira Franco

Antonio Imbassahy, Moreia Franco e Luslinda Valois assumem ministérios | Fotos: Reprodução / Agência Câmara / PMDB / PSDB

Após as eleições na Câmara e no Senado, o governo anunciou no fim da tarde da última quinta-feira (2) uma série de alterações na Esplanada dos Ministérios que cria duas pastas e altera as atribuições de outras duas. O presidente Michel Temer (PMDB) dará posse aos novos ministros do seu governo nesta sexta-feira (3/1).

A cerimônia de posse está marcada para as 11 horas da manhã, no Palácio do Planalto. Até então secretário-executivo do Programa de Parceria de Investimentos (PPI), Wellington Moreira Franco (PMDB) comandará a Secretaria-Geral da Presidência, que ganhou status de ministério.

Segundo o governo, Moreira Franco vai continuar tendo à frente as atividades do PPI, mas também acumulará funções como a chefia da Secretaria Especial de Comunicação Social e o Cerimonial da Presidência.

Outra alteração é a criação do Ministério dos Direitos Humanos, que será ocupado pela desembargadora Luislinda Valois (PSDB), atual secretária especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Ministério da Justiça e Cidadania. De acordo com o governo, a nova pasta foi criada por meio de medida provisória.

Já o deputado Antônio Imbassahy (PSDB-BA) foi confirmado ministro da Secretaria de Governo e será responsável pela articulação política do planalto. Desde dezembro, Imbassahy vinha sendo cotado para assumir a pasta depois que Geddel deixou o cargo após denúncias de que teria pressionado o então ministro da Cultura Marcelo Calero a rever decisão do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) sobre a construção de um edifício em Salvador em que ele teria um apartamento.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.