Novos desembargadores tomam posse no Tribunal de Justiça de Goiás

Wilson Safatle Faiad e Fernando de Castro Mesquita são os novos nomes que atuarão na 3° Câmara Cível e na 1° Câmara Criminal, respectivamente

Cerimônia de posse dos novos desembargadores foi realizada na manhã desta sexta-feira, 23, no Tribunal de Justiça de Goiás. | Foto: Cristiano Borges e Júnior Guimarães

Nesta sexta-feira, 23, foi realizada no Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), a cerimônia de posse dos magistrados Wilson Safatle Faiad e Fernando de Castro Mesquita como desembargadores. Wilson irá atuar na 3° Câmara Cível e Fernando de Castro será titular na 1° Câmara Criminal. 

O governador Ronaldo Caiado destacou na cerimônia que todas as forças do estado estão atuando de maneira a gerar uma convergência de objetivos, a fim de garantir mais qualidade de vida aos cidadãos goianos. O presidente do TJGO, Carlos Alberto França, também afirmou que foi feita uma parceria entre o Estado e o poder Judiciário, na tentativa de garantir benefícios aos cidadãos. 

Ainda estiveram presentes na cerimônia de posse autoridades como Patrícia Carrijo, presidente da Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (Asmego); Rogério Cruz, prefeito de Goiânia e a procuradora-geral do estado, Juliana Prudente. 

Trajetórias

Wilson Safatle Faiad assume o cargo por critério de merecimento. Ele é formado em Direito no ano de 1984, pela Universidade Federal de Goiás (UFG), onde também fez pós-graduação em Direito Processual Civil. Atualmente, é professor licenciado da Universidade Católica de Goiás (PUC-GO). “Desembargador é uma etapa na carreira de uma vida de muito trabalho e dedicação. É uma alegria, um crescimento profissional, mas também motivo de mais luta”, pontuou Wilson.

Fernando de Castro Mesquita ingressou no cargo de desembargador por critério de antiguidade. Formou-se em Direito no ano de 1982, pela PUC-GO. Foi servidor do Tribunal de Justiça de Goiás de 1981 a 1989, tomando posse como juiz substituto em 1991.  Atualmente, faz parte do Programa de Pós-Graduação em Direito, mestrado/doutorado, da Universidade Federal da Bahia (UFBA). “A responsabilidade é outra. Estamos em outro patamar, em que o olhar para o processo deve ser mais apurado. Mas é uma alegria, é o máximo da carreira do Estado”, afirmou Fernando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.