Novo secretário goiano de Indústria, Comércio e Serviços diz que foco da pasta será geração de empregos

Adonídeo Neto Vieira Júnior afirmou que dará continuidade ao trabalho de Wilder Moraes com a atração de empresas e investimentos para o Estado

Adonídio Neto Vieira | Foto: Reprodução / Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços de Goiás

O novo secretário de Indústria, Comércio e Serviços do Estado de Goiás, Adonídio Neto Vieira Júnior, que substitui Wilder Moraes, falou sobre a situação em que assume a pasta, bem como os planos para sua gestão. Segundo o novo titular, o principal objetivo da pasta será a geração de empregos no Estado.

“Goiás tem um grande potencial logístico. Temos bons benefícios fiscais, distritos industriais, programas como o Goiás Fomento, Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO). Temos muitas vantagens para atrair investimentos sem deixar de cuidar dos que já estão aqui”, avaliou o titular da pasta em entrevista após solenidade na sede da Caixa de Assistências dos Advogados de Goiás (Casag), em Goiânia.

Auditor fiscal da Receita Estadual, graduado em Engenharia Civil, Adonídio Neto Vieira já fazia parte da equipe da Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços como superintendente executivo de desenvolvimento regional há um ano e cinco meses. “Eu pude acompanhar tudo que se passou quando Wilder Moraes estava à frente da pasta e posso me comprometer a continuar seu trabalho”, disse Adonídio Vieira. 

Sobre o legado da gestão anterior, o novo secretario afirmou que no último ano a secretaria atraiu mais de 130 empresas e já deixou pronta a instalação de outras por meio da assinatura de protocolos de intenção com o Governo. “Hoje mesmo fui a Leopoldo de Bulhões visitar uma empresa que está investindo R$ 116 milhões em nosso estado e irá gerar mais de 800 empregos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.