Novo procurador-geral de Justiça assume compromisso de fortalecer MPGO

Para Benedito Torres Neto, órgão pode atender melhor os anseios da sociedade se servidores adotarem viés social e humanitário

Cerimônia de posse do novo procurador-geral de Justiça ocorreu nesta sexta-feira (11) | Foto: João Sérgio

O novo procurador-geral de Justiça de Goiás, Benedito Torres Neto, foi empossado na última sexta-feira (10/3) e elencou, em seu discurso, dez prioridades de sua gestão à frente do Ministério Público de Goiás (MPGO). Durante a solenidade, ele realizou uma conclamação à união do Ministério Público e uma defesa da atuação pautada pela busca da justiça e por uma visão social e humanitária.

Benedito Torres Neto reforçou o compromisso de fortalecer o MPGO para que ele atenda aos anseios da sociedade e aconselhou os integrantes do órgão a nortearem suas atuações buscando sempre a justiça. “Fazer prevalecer o que é justo consiste em buscar no ordenamento jurídico a medida certa para solucionar os problemas que afligem a sociedade”, ressaltou.

Ele também destacou a importância de se adotar um viés humanitário e social durante o exercício das funções. “Devemos trabalhar unidos no sentido de minorar as dores dos que sofrem. Sejamos agentes transformadores dessa sociedade que anda tão maltratada”, pontuou.

O novo procurador-geral também falou sobre os desafios e prioridades da gestão. Restrições orçamentárias podem afetar o trabalho institucional, reconheceu, mas o diálogo pode auxiliar no embate a esses entraves. Entre os focos de seu trabalho, estão a defesa do meio ambiente; a proteção às crianças e adolescentes; um projeto de enfrentamento às drogas; o reforço no combate à corrupção e ao crime organizado, a partir da nova formatação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco); a melhoria da segurança pública, entre outras propostas.

O ex-procurador-geral de Justiça goiano, Lauro Machado Nogueira, se despediu do comando do MPGO ressaltando os sentimentos de honra, gratidão e orgulho que o tomam ao encerrar seu ciclo à frente da instituição, reforçando estar concluindo esta etapa com ânimo e extremamente entusiasmado com o futuro do Ministério Público e com “tudo que ele pode edificar para a consolidação de um país melhor para os que nele vivem”.

Ao cumprimentar o novo procurador-geral, desejou a Benedito Torres que, sob seu comando “seguro e experiente”, a instituição possa se aprimorar a cada dia para cumprir a sua missão constitucional com efetividade. “Tenho certeza que competência e determinação para o êxito não lhe faltarão nem à sua equipe”, asseverou.

Participaram da solenidade o governador Marconi Perillo (PSDB); o vice-governador José Eliton (PSDB); o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, José Vitti (PSDB), o presidente do Tribunal de Justiça de Goiás, desembargador Gilberto Marques Filho; o prefeito de Goiânia, Iris Rezende (PMDB); a senadora Lúcia Vânia (PSB); o decano do Conselho Nacional do Ministério Público Antônio Duarte; o segundo vice-presidente da Câmara Municipal de Goiânia, Rogério Cruz (PRB); o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Kennedy Trindade; o presidente da OAB-GO, Lúcio Flávio Siqueira de Paiva, e o arcebispo metropolitano de Goiânia, dom Washington Cruz.

Prioridades da gestão de Benedito Torres:

1) Interiorizar a administração superior do MP-GO

2) Dinamizar e desburocratizar a administração em prol da atividade-fim

3) Modernizar os centros de apoio operacional

4) Ampliar as atividades da Escola Superior do MP-GO

5) Garantir a independência e autonomia do Ministério Público em benefício da defesa da sociedade

6) Reformular os sistemas de tecnologia da informação

7) Reestruturar os órgãos do Ministério Público

8) Unificar os centros de inteligência com o Grupo de Combate ao Crime Organizado (Gaeco)

9) Integrar os órgãos que atuam no primeiro e segundo grau de jurisdição

10) Aprimorar o relacionamento com os poderes constituídos e demais instituições e com a imprensa

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.