Novo limite de pessoas em eventos e demais restrições são publicadas em novo decreto do Paço

Ambientes passam a funcionar com 50% de sua capacidade máxima de acomodação

Foi publicado na edição desta terça-feira, 18, do Diário Oficial do Município (DOM), novo decreto que estabelece medidas emergenciais ao enfrentamento da pandemia da Covid-19, devido ao aumento de casos da variante ômicron na capital. As novas medidas, como a redução do número de pessoas em eventos e a proibição de festejos no Carnaval, já haviam sido anunciadas na noite desta segunda-feira, 17, pelo secretário municipal de Saúde de Goiânia, Durval Pedroso.

Para o Carnaval, o decreto proíbe tanto manifestações de ruas, quanto festas realizadas em ambientes abertos e fechados. Também ficam vedados a realização de festejos pré-carnavalescos.

Já às atividades econômicas e não econômicas, shoppings, bares, restaurantes, casas de espetáculos e boates devem voltar a funcionar com limite de 50% de sua capacidade máxima. Em ambientes destinados à recreação, à prática de esportes e competições esportivas, quadras poliesportivas e ginásios, salões de beleza e barbearias, cinemas, teatros e circos, e no Parque Zoológico e Parque Mutirama a lotação máxima permitida também é de 50%.

Tanto o Parque Zoológico quanto o Parque Mutirama devem passar por higienização periódica dos brinquedos e equipamentos, conforme protocolos estabelecidos pela Secretaria Municipal de Saúde. Além do limite de 50%, eventos sociais e corporativos passam a ter permissão de serem realizados com limite máximo de 500 pessoas, estando vedada a permanência de pessoas em pé.

Bares, restaurantes, casas de espetáculos e boates também não permitem a permanência de clientes em pé, passam a vedar o uso de pista de dança e as mesas precisam estar dispostas com distância de 1,5 metros entre elas. Também fica proibido o consumo de alimentos fora das mesas. Nesses locais e no Centro Cultural Mercado Popular da 74 fica autorizada a apresentação de música ao vivo, com distanciamento de 2,25 m² entre os integrantes do grupo que estiver se apresentando.

O documento ainda autoriza a adoção do regime de teletrabalho nos órgãos públicos municipais, com limite de até 50% da capacidade de servidores e empregados. Como exceção estão os serviços considerados essenciais ou que sejam incompatíveis com o trabalho à distância.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.