Novo Canga├ºo: presos sete suspeitos por explos├Áes a bancos em cinco munic├¡pios

Somente em 2016, grupo agiu nos municípios de Aragarças, Bom Jardim de Goiás, Britânia, Itapirapuã e Montes Claros

O vice-governador e secret├írio de Seguran├ºa P├║blica e Administra├º├úo Penitenci├íria, Jos├® Eliton, durante apresenta├º├úo de sete suspeitos de integrar o chamado ÔÇ£novo canga├ºoÔÇØ | Foto: Jota Eur├¡pedes

O vice-governador e secret├írio de Seguran├ºa P├║blica e Administra├º├úo Penitenci├íria, Jos├® Eliton, durante apresenta├º├úo de sete suspeitos de integrar o chamado ÔÇ£novo canga├ºoÔÇØ | Foto: Jota Eur├¡pedes

A Secretaria de Seguran├ºa P├║blica e Administra├º├úo Penitenci├íria (SSPAP) apresentou na tarde desta segunda-feira (20/06) detalhes da Opera├º├úo Crepitus, que resultou na pris├úo de sete suspeitos de integrar o chamado ÔÇ£novo canga├ºoÔÇØ, grupo especializado em explos├Áes a ag├¬ncias banc├írias. A organiza├º├úo ├® respons├ível por mais de 30% dos crimes dessa natureza cometidos no Estado. A apresenta├º├úo foi conduzida pelo vice-governador e titular da Pasta, Jos├® Eliton, que estava acompanhado pelo delegado-geral da Pol├¡cia Civil, ├ülvaro C├íssio.

De acordo com o titular do Grupo Antirroubo a Bancos (GAB), da Delegacia Estadual de Investiga├º├Áes Criminais (Deic), delegado Alex Vasconcellos, somente em 2016 a associa├º├úo criminosa teria explodido ag├¬ncias banc├írias de cinco munic├¡pios goianos: Aragar├ºas, Bom Jardim de Goi├ís, Brit├ónia, Itapirapu├ú e Montes Claros. ÔÇ£Os criminosos confessaram os crimesÔÇØ, disse.

As investiga├º├Áes duraram cerca de tr├¬s meses e, ao todo, a Opera├º├úo Crepitus (explos├úo, em latim) contou com o trabalho de 10 agentes de pol├¡cia, dois delegados e tr├¬s escriv├úes. As pris├Áes ocorreram na quarta-feira (15/06) em Goianira e Jussara. Os acusados s├úo Iodeyve Jos├® da Silva, 23 anos, Gilson No├®, 32, Jos├® Arnaldo Rebou├ºas, 31, Lucas Pereira, 21, Carlos Henrique Souza, 30, Cleber Moura, 26, e Francisco Ernani, 35. De acordo com a Pol├¡cia Civil, esse ├║ltimo ├® o chefe da organiza├º├úo criminosa.

Um fato que chamou a aten├º├úo da pol├¡cia, segundo o delegado Alex Vasconcellos, ├® o alto padr├úo de vida dos envolvidos. ÔÇ£Todos os presos viviam em casas luxuosas, com m├│veis caros, piscinas e carros (pr├│prios e alguns fruto de roubos) considerados de alto valor aquisitivoÔÇØ, disse ao informar que, durante entrevista com o chefe do bando, Francisco Ernani, o mesmo confessou que n├úo exerce qualquer atividade l├¡cita que lhe permita ter uma renda.

Ainda de acordo com o delegado, com a organiza├º├úo criminosa foram encontrados um ve├¡culo que j├í estaria sendo equipado para um novo ataque e armamento de grosso calibre. ÔÇ£No momento das pris├Áes eles confessaram que as armas eram locadas no Estado de S├úo PauloÔÇØ, relatou. Ainda segundo o titular, al├®m das explos├Áes a ag├¬ncias banc├írias, eles tamb├®m atuavam ainda em outros tipos de crimes, como roubo de cargas e no tr├ífico de drogas.

Justiça

De acordo com o titular da SSPAP, Jos├® Eliton, durante a apresenta├º├úo dos detalhes da opera├º├úo e divulga├º├úo das identidades dos suspeitos, os mesmos n├úo foram apresentados pelo fato de o Poder Judici├írio do Estado estar realizando, no mesmo momento, audi├¬ncias de cust├│dias com os envolvidos. ÔÇ£N├úo acredito que o juiz respons├ível v├í flexibilizar os pedidos de pris├Áes dos suspeitos, at├® porque a Pol├¡cia Civil enviou material suficiente que comprova o envolvimento de todos e a alta periculosidade do grupoÔÇØ, disse.

De acordo com o delegado Alex Vasconcellos, a quadrilha agia com extrema violência. Segundo ele, parte do grupo ficava dentro das agências bancárias, enquanto os demais integrantes efetuavam disparos pela cidade, inclusive contra as forças policiais locais.

ÔÇ£Nosso servi├ºo de intelig├¬ncia monitorou os casos e, com isso, conclu├¡mos que s├úo respons├íveis por todas as ocorr├¬ncias de roubo a bancos no Oeste goiano ao longo deste anoÔÇØ, explicou ao citar que a pol├¡cia n├úo descarta uma poss├¡vel participa├º├úo do grupo em crimes dessa natureza cometidos em anos anteriores.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.