Nove policiais são presos por desaparecimento de uma pessoa em agosto deste ano

MP-GO deflagra Operação Pacto de Silêncio e cumpre prisão de nove policiais militares

Pedro Henrique Rodrigues, desparecido desde agosto deste ano | Foto: Reprodução

Policiais são alvo de investigação por desaparecimento de Pedro Henrique Rodrigues, 22 anos, em agosto deste ano, após uma abordagem feita pela Polícia Militar dentro de sua residência em Goiânia. Na manhã desta terça-feira (7/11), foram cumpridos nove mandados de prisão temporária e 11 de busca e apreensão expedidos pela Justiça Militar.

Os policiais são investigados por prática de crime de tortura, com morte consequente e ocultação de cadáver. A investigação é feita por meio da Operação Pacto de Silêncio, deflagrada pelo Ministério Público do Estado de Goiás, por meio do Grupo Especial de Controle Externo da Atividade Policial (GCEAP) e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) em conjunto com a Corregedoria da Polícia Militar.

De acordo com o MP-GO, entre os investigados que tiveram prisão temporária decretada estão sete soldados e dois tenentes da Polícia Militar de Goiânia.

Caso

Pedro Henrique Rodrigues foi abordado em casa pela PM-GO em agosto deste ano. Os policiais disseram à esposa de Pedro que ele seria suspeito de ter roubado um carro na noite anterior e procuravam pela arma usada no crime.

Segundo relatos de Islla Tamires Tavares de Melo, a esposa, os policiais teriam torturado o homem por 30 minutos e depois o levado na viatura. Disseram para ela que o levariam para um hospital. Desde então a família não teve notícias do paradeiro de Pedro.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.