Nova versão de variante, Gamma Plus é encontrada em diversos municípios goianos

Alteração genética é na parte do vírus responsável pela velocidade em que ele invade as células do corpo humano, acelerando o contágio

Nova versão da variante Gamma, a Gamma Plus, é detectada em Goiás | Foto: Reprodução

Durante sequenciamento realizado em projeto de mapeamento de variantes do Sars-CoV-2, feito pela Universidade Federal de Goiás (UFG), variante Gamma Plus, derivada da variante Gamma – anteriormente chamada de P.1 – é encontrada em amostras de diversas cidades de Goiás. A pesquisa é realizada em parceria com a Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC Goiás) e com o Instituto Federal de Goiás (IFG).

Segundo os cientistas, a alteração genética presente nessa variante, que a difere da Gamma comum, é na parte do vírus responsável pela velocidade em que ele entra nas células do corpo infectado, assim como ocorre com a variante Delta. De acordo com a coordenadora do projeto, a pesquisadora Mariana Telles, a preocupação está na maior capacidade de contágio que essa mudança genética pode causar.

No primeiro conjunto, 62 amostras foram sequenciadas, sendo 54 do tipo Gamma, uma variante Alpha (do Reino Unido) e sete da Gamma Plus. Já no segundo conjunto, de 61 amostras analisadas, 40 eram do tipo Gamma, 20 da Gamma Plus e uma da B.1.153.  As amostras vieram de diversas cidades de Goiás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.