Nova rota de turismo vai beneficiar municípios goianos ao longo da BR-040

O projeto envolve estados de MG, RJ, GO, e DF que propõem estruturar uma nova rota turística e cultural ao interligar belezas históricas

BR-040 faz parte de projeto turístico e acordo entre estados | Foto: divulgação

Uma nova rota turística beneficiará alguns municípios goianos ao longo da BR-040. Os governos de Goiás, Minas Gerais, do Rio de Janeiro e do Distrito Federal assinaram, na última sexta-feira (29), um acordo de cooperação técnica para dar o passo definitivo rumo à construção da rota turística Via Liberdade.

A parceria entre os estados propõe estruturar uma nova rota turística e cultural, interligando as belezas históricas, culturais e artísticas em um percurso de 1.179 quilômetros da BR-040 por meio de ações e programas estratégicos, que incluem patrimônios da humanidade, paisagens entre montanhas e mar, cidades imperiais, natureza exuberante, horizontes, capitais, metrópoles, comidas típicas, tradições, sertão, arte e contemporaneidade.  

Projeto

Dentre as ações propostas, estão a realização de encontros direcionados a pesquisadores, artistas e especialistas com temas relacionados aos marcos da história do Brasil; a celebração do bicentenário da Independência do Brasil; a promoção de destinos estratégicos do projeto; seminários sobre patrimônio e turismo; atividades de marketing de destino como apoio à comercialização dos territórios envolvidos junto a agências e operadoras; a utilização de portais do turismo e redes sociais para potencializar o turismo virtual; participação em feiras e eventos nacionais e internacionais e parcerias estratégicas com setor público, privado e entidades representativas do turismo.  

Para o presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, o projeto Via Liberdade é de grande importância para o Turismo nacional por integrar três estados, além do Distrito Federal. “Essa iniciativa tem potencial para atrair o turista e assim gerar oportunidades de negócios e desenvolvimento nas comunidades locais, emprego e renda aos municípios”. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.