Nova base curricular inclui ensino religioso e orientações para identidade de gênero

Votação pode ser feita ainda nesta quinta-feira (7/12)

O Conselho Nacional de Educação (CNE) apresentou nesta quinta-feira (7/12) o documento que estabelece conhecimentos, competências e habilidades que todos os estudantes devem desenvolver no ensino básico. Caso não ocorra nenhum pedido que leve ao adiamento, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) deve ser votada ainda hoje.

A sessão começou sob protestos de entidades sindicais contrarias à votação e chegou a ser suspensa por alguns instantes. Na segunda-feira (4), cinco entidades enviaram carta ao CNE em que pedem respostas às contribuições feitas durante as audiências públicas de julho e setembro. As entidades solicitam também a suspensão da votação da BNCC e pedem que o assunto seja mais bem discutido em nova audiência pública.

A carta foi assinada pela Associação Nacional pela Formação dos Profissionais da Educação, Associação Nacional de Política e Administração da Educação, Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, pelo Centro de Estudos Educação e Sociedade e o Fórum Nacional de Diretores de Faculdade.

Uma das mudanças na versão apresentada é a inclusão do ensino religioso. O documento aponta que a oferta é obrigatória, mas a matrícula é opcional.

Além disso, de acordo com as “disposições finais” da resolução, o CNE emitirá orientações específicas sobre orientação sexual e identidade de gênero.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.