“Nosso intuito é trabalhar por essa união do MDB com o DEM”, diz prefeito emedebista

Prefeito de Valparaíso, Pábio Mossoró, do MDB, tem buscado fortalecer a possível aliança entre Ronaldo Caiado e Daniel Vilela para disputa do ano que vem

O flerte entre o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM) e o presidente regional do MDB, ex-deputado federal Daniel Vilela, visando a composição de uma chapa para disputar as eleições de 2022, tem gerado especulação e apoio, sobretudo, dos prefeitos do MDB. Além da aprovação e empenho do ex-prefeito de Goiânia Iris Rezende.

O prefeito de Valparaíso, Pábio Mossoró, do MDB, e presidente da Associação dos Municípios Adjacentes a Brasília (Amab), tem buscado fortalecer essa possível aliança. Bem relacionado com o governador Caiado, Mossoró acredita que a parceria pode “contribuir para o desenvolvimento do estado de Goiás.”

“O nosso intuito é trabalhar por essa união do MDB com o DEM. No que depender de mim, prefeito de Valparaíso, estaremos juntos nas eleições de 2022. Mas entendo que essa discussão precisa ser feita com os prefeitos e lideranças do MDB e com o diretório estadual do partido. Acredito em uma composição que seja boa para todos e, principalmente, para o avanço de Goiás”, destacou o prefeito.

Daniel Vilela disputou o governo em 2018 foi o segundo mais bem votado.  De lá para cá, parte do grupo do MDB defende o projeto para que a legenda lance candidatura própria para disputar o Palácio das Esmeraldas.

Para o prefeito de Valparaíso, caso ocorra chapa própria no MDB o nome do possível candidato ao governo deve ser de Daniel Vilela “Entendo que a vez de Daniel Vilela. Jovem, político, ex-deputado federal, talentoso e tem se destacado no estado e nacionalmente. Está preparado para concorrer a qualquer cargo político, inclusive, vice do governador Ronaldo Caiado”.

Aliança com o PSDB

Por outro lado, o também emedebista, prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha tem visitado diversas cidades no interior de Goiás como forma de retribuir a cordialidade e admiração dos gestores municipais diante do trabalho realizado em Aparecida, mas com agenda de pré-candidato ao governo. Além de uma aproximação com o ex-governador Marconi Perillo (PSDB).

O ex-tucano, Pábio Mossoró é pontual na decisão: “Se o MDB aliar com o PSDB provavelmente não terá o meu apoio”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.