Nomeação de Joel Sant’Anna para SIC abre caminho para Baldy compor chapa do governador Caiado

Alexandre Baldy diz que não há plano B e reafirma sua pré-candidatura ao Senado, trabalhando para estar junto a base caiadista

Joel Sant’Anna Braga Filho tomou posse na tarde desta terça-feira, 26, como secretário da Indústria e Comércio (SIC). O evento que sela a aliança do Progressistas com o governador Ronaldo Caiado (União Brasil) foi realizado no auditório Mauro Borges, no Palácio Pedro Ludovico. O novo secretário assume vaga que era ocupada por José Vitti, que deixa o governo para disputar eleição para deputado estadual, em 2022.

Joel Sant’Anna é irmão do ex-ministro Alexandre Baldy, que almeja concorrer a vaga no Senado Federal na chapa para reeleição de Ronaldo Caiado. No entanto, o postulante ao cargo deve disputar internamente com outros nomes, como o ex-ministro Henrique Meirelles (PSD), os deputados federais delegado Waldir (União Brasil), João Campos (Republicanos), Zacharias Calil (União Brasil) e o senador Luiz do Carmo (MDB).

Para Alexandre, não há possibilidade de disputar outro cargo, a não ser o de senador. “Eu não sou homem de plano B. Meu projeto é A. Absolutamente focado e obstinado, por tanto o meu projeto é esse [disputar o senado]”, frisou. “Cada um que tem o desejo e o anseio, como eu tenho de ser candidato em 2022, tem que trabalhar e demostrar que é viável, além de apresentar os projetos e convencer a população”, completou.

Na última semana, Alexandre Baldy pediu exoneração da Secretaria de Transportes Metropolitanos de São Paulo. Em sua carta com pedido de demissão ao governador João Dória (PSDB), o líder do Progressista apontou que sua saída era motivada pela pré-campanha, pois é hora de “focar em Goiás” e “investir” na vaga para o Senado Federal.

De fato o ex-ministro tem reforçado sua presença em Goiás, com vistas as eleições de 2022. Sua aposta é em ampliar seu trabalho nas bases em Goiás e conquistar o apoio para sua candidatura. De acordo Baldy, aprovação do seu nome para disputar o Senado deve vir dos goianos. “Não é o governador Ronaldo Caiado e o presidente do MDB, Daniel Vilela, que precisam ser convencidos. O nosso trabalho, a nossa trajetória e o aprendizado na gestão privada e pública pode fazer com que os goianos se sintam representados”, destacou.

Durante discurso no evento para posse de Joel Sant’Anna, Ronaldo Caiado se dirigiu à Baldy, que segundo o governador, volta para Goiás com o objetivo de buscar o seu espaço. “Vá em frente, não existe candidatura fácil. Toda candidatura é disputada e você tem competência suficiente para colocar o seu nome e buscar exatamente aquilo que você deseja”.

Para o governador, é preciso mostrar resultados e citou a articulação de Joel Sant’Ann que lotou o auditório de convidados. “Trouxe um número cada vez maior de prefeitos e vereadores. São as pessoas que realmente levam os nossos nomes e fazem com que possam acreditar em nós, pelo aval que eles nos dão e a credibilidade que eles têm nos municípios”, disse.

Reaproximação

Segundo Alexandre Baldy, afastado do governo desde janeiro deste ano, quando o governador reagiu as suas declarações – que desejava o apoio de Caiado ao deputado federal Arthur Lira (PP-AL) nas eleições para a Câmara dos Deputados, a articulação para reaproximação foi realizada pelo presidente do MDB, Daniel Vilela, junto com o prefeito de Anápolis Roberto Naves (Progressistas) e o deputado federal Adriano do Baldy (Progressistas).

“Uma reaproximação do diálogo para que a gente pudesse avaliar os quadros e o que nós temos a contribuir com o governo do Ronaldo Caiado. O partido [Progressistas] apoia e ajuda na Assembleia Legislativa com os deputados estaduais (Coronel Adailton e Rafael Gouveia), e também pode colaborar administrativamente no governo. Toda essa reaproximação nós devemos ao papel muito importante do presidente do MDB, Daniel Vilela”, apontou Baldy.

Joel Sant’Anna disse que a função é trabalhar junto ao governo Ronaldo Caiado. “Estou como representante do Progressistas, mas minha função é levar o desenvolvimento ao estado de Goiás e, consequentemente, se esse trabalho for bem feito, o PP também está representando fazendo o trabalho dentro do governo”.

José Vitti

O ex-secretário da SIC, José Vitti, e também ex-presidente da Assembleia Legislativa, afirmou que o projeto é articular sua candidatura a deputado estadual. “Vamos iniciar as conversações e tratativas. Estou me descompatibilizando um pouco antes do, justamente para conseguir pavimentar essa pr- candidatura e, consequentemente, vir para eleição de forma competitiva.

Ex-PSDB e agora sem partido, Vitti diz que a tendência natural é de uma filiação na sigla do partido do próprio governador, o DEM. “Mas a certeza que será um partido que já esteja concretizado como parceiro e da base. Enquanto secretário, eu não me sentia tão bem em desenvolver esse tipo de conversa, principalmente, com outros partidos”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.