No primeiro ano de gestão, Caiado gastou 77,48% a menos com mídia que Marconi

Valor economizado seria suficiente para manter o Hugol em funcionamento por mais de três meses

Dados do Portal da Transparência mostram que o governador Ronaldo Caiado (DEM) gastou R$ 21.590.378,57 com publicidade em 2019, seu primeiro ano à frente do Governo de Goiás. A título de comparação, Marconi Perillo (PSDB) investiu R$ 95.906.378,23 com mídia em 2015, primeiro ano de sua reeleição.

A redução do custo da máquina pública foi um dos motes da campanha de Caiado, o que na área de comunicação foi feito. O democrata gastou 77,48% a menos que o ex-governador no mesmo período de tempo. Essa tendência, segundo o governo estadual, será mantida ao longo da atual gestão.

Os dados extraídos do Portal da Transparência consideram os recursos investidos em campanhas da Companhia de Saneamento (Saneago), Departamento Estadual de Trânsito (Detran-GO) e Secretaria de Comunicação (Secom).

O valor economizado (mais de R$ 74 milhões) seria o suficiente para manter um hospital público, da dimensão do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugol), que possui 444 leitos, funcionando e atendendo à população por mais de três meses.

Outras gestões

O dinheiro utilizado pela gestão Caiado em 2019 também foi inferior ao gasto por Marconi em 2018, quando estava vigente a legislação eleitoral que proíbe o exagero em gastos com publicidade. Mesmo nesse ano de eleição, onde há uma tendência de redução de recursos voltados para a mídia, a gestão tucana gastou mais de R$ 58 milhões.

Em 2015, o valor foi de R$ 95,9 milhões. Já em 2016, o montante superou os R$ 105 milhões. E, em 2017, véspera de ano eleitoral, chegou a ultrapassar a marca de R$ 126,8 milhões. Os gastos com publicidade do governo anterior estão na mira da Polícia Civil, que investiga a aplicação desse recurso.

Em janeiro último, a corporação deflagrou a Operação Sofisma, que apurou superfaturamento e fraude em contratos de órgãos do governo com sites e blogs, entre 2014 e 2017. As investigações constataram que o dinheiro público era usado para atacar adversários políticos. A partir de uma denúncia do Ministério Público de Goiás (MP-GO), foram mobilizados 100 policiais, que cumpriram 17 mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados e nos órgãos estaduais.

Gastos em 2020

À reportagem, o governo de Goiás informou que, nesses primeiros meses de 2020, foram utilizados R$ 12.128.628,35 pelas três pastas, sendo R$ 573.347,62 por parte da Saneago; R$ 5.709.818,54 pela Secom; e R$ 5.845.462,19 pelo Detran. Destaca-se a necessidade de o governo informar a população sobre a necessidade de isolamento social e as formas de prevenção do novo coronavírus neste momento de pandemia. 

As informações sobre o uso dos recursos públicos estão disponíveis no Portal Goiás Transparente e podem ser acessados por todos os cidadãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.