“No cenário atual, Wilder é o nome para o Senado em 2018”, diz secretário de Governo

Tayrone di Martino comentou recente declaração do governador Marconi Perillo, mas lembra que a base tem outros nomes qualificados para a disputa

Secretário durante entrevista ao Jornal Opção | Foto: Fernando Leite

O secretário de Governo do estado, Tayrone di Martino (PSDB), comentou em recente entrevista ao Jornal Opção as declarações de apoio do governador Marconi Perillo (PSDB) ao nome do senador Wilder Morais (PP). Durante encontro regional do PP, o tucano-chefe disse que já sabia dois de seus votos nas próximas eleições: o de governador (em José Eliton) e de senador (em Wilder).

Para Tayrone, entretanto, a declaração de Marconi faz referência apenas ao atual cenário. “O governador tem mostrado a todos o cenário atual. E o cenário atual oferece uma perspectiva de que o governador irá disputar o senado e no outro cenário está aberto uma vaga de senador. Hoje o nome que mais está aglutinando e dialogando com os prefeitos, e é perceptível essa mobilização, esse diálogo, esse nome é do Wilder Morais, que tem trabalhado muito. Mas ainda é cedo”, reiterou.

Até 2018, a composição da chapa majoritária governista ainda deve ser muito alvo de especulação. Na semana passada, o deputado federal Thiago Peixoto, por exemplo, usou as redes socias para “lançar” a pré-candidatura de Marconi e Vilmar Rocha (PSD).

Na mesma linha, o secretário de Governo fez questão de lembrar também que a base governista tem outros nomes fortes, além de Wilder, que podem compor a chapa para o Senado Federal.

“Temos ainda na base uma pessoa que sempre esteve com Marconi, Lúcia Vânia [PSB] e também temos Vilmar Rocha [PSD]. Tudo isso leva a crer que o processo é longo. Quando o governador fala que votaria no Wilder ele fala no cenário atual. Hoje é quem mais está se viabilizando”, ponderou.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.