Críticas pontuais não consideram unidade inquestionável da base aliada ou sequer indicam qualquer outro nome

Zé Eliton discursa durante evento | Foto: Wildes Barbosa

Os aliados ao governo de Goiás sempre se orgulharam ao dizer que, diferente da oposição, a base no Estado, graças à liderança inquestionável do governador Marconi Perillo (PSDB), tem se mantido coesa e unida ao longo dos últimos processos eleitorais. A candidatura ao governo do vice Zé Eliton (PSDB) não parece ser uma exceção.

Prestes a deixar o governo para concorrer ao Senado, Marconi é enfático ao dizer que o vice Zé Eliton, que assume o governo em abril, será definitivamente o candidato da base.

Mesmo com críticas pontuais, o fato é que, enquanto a oposição se digladia para saber qual ou quais caminhos tomar, a base tem definida o candidatura ao governo e o que sobra são as articulações para definir as demais vagas na chapa majoritária.

A situação foi detalhada com parcimônia pelo deputado Hélio de Sousa durante entrevista recente. Para o parlamentar, a “disputa” na base é outra. “O que eu vejo é uma buscar de espaço para ver quem será o vice-governador e quem serão os candidatos a senador na chapa. Essa é a disputa que eu vejo. Para candidato a governador, não há disputa”, afirmou.

Na visão de Vilmar, a posição dos partidos da base é “padronizada na candidatura de Zé Eliton” e, por isso, reforça: “Ninguém tem dúvidas. É o candidato”.

Em entrevista na última sexta-feira (16), Marconi também voltou a afirmar que a candidatura de Zé Eliton é irremediável. “Ele será o candidato da base aliada”, sentenciou o governador.

O tucano chefe ainda falou sobre a declaração do presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Vitti (PSDB), de que a candidatura de Zé Eliton ainda carecia de uma consolidação. “O que precisa ser feito nesse momento é que os dois conversem e se acertem para que tenham uma relação respeitosa e convergente daqui para frente”, disse o governador, sem dar brechas a qualquer mudança na condução dos trabalhos eleitorais para este ano na base.