Neymar terá de pagar R$ 11,6 milhões para se defender antes de julgamento por fraude

O jogador é alvo de investigação em processo que apura suposta ilegalidade em sua transferência para o Barcelona em 2013

O jogador Neymar atualmente defende o Barcelona | Foto: Instagram

A Audiência Nacional, que é um tribunal espanhol, anunciou nesta quinta-feira (4/5) que o jogador Neymar Silva Santos terá de pagar a quantia de 3,4 milhões de euros (R$ 11,6 milhões) para ter o direito de se defender do processo pela suposta fraude em sua transferência para o Barcelona.

O pagamento será feito em conjunto com seus pais, o ex-presidente do Barcelona Alexandre Rosell, o atual presidente Josep María Bartomeu, o Barcelona, o Santos e o ex-presidente do clube paulista, Odílio Rodrigues Filho. Caso todos sejam absolvidos, a quantia será devolvida.

A partir de agora, a defesa e a acusação têm 10 dias para apresentar resposta por escrito a ser notificada.

O caso

O jogador é alvo de investigação em processo que apura suposta ilegalidade em sua transferência para o Barcelona em 2013. A família do brasileiro teria omitido o verdadeiro valor da transação do atleta para o time espanhol.

A decisão do Ministério Público espanhol tem como base uma queixa do fundo de investimento DIS, ex-detentor dos direitos de Neymar, que reivindica porcentagem maior na transação do craque para a Espanha.

 

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.