Natura Musical destina R$ 5,6 mi para patrocínio de artistas. Veja como participar

Editais visam incentivar lançamento de novos trabalhos de músicos de todo o país. Inscrições vão até a próxima sexta-feira (21/7)

A Natura Musical seleciona, até a próxima sexta-feira (21/7), músicos de todo o país para patrocínio em 2018. No total, serão distribuídos R$ 5,6 milhões para financiar o lançamento de novos trabalhos de artistas individuais, bandas ou coletivos, por meio de editais com apoio da Lei Rouanet.

Para se inscrever, é preciso acessar o site do programa e preencher um formulário, atentando para as regras do edital. Para a categoria Lançamento de Novos Trabalhos, é preciso apresentar conteúdo inédito e propostas que envolvam produção artísticas, lançamentos de produtos culturais, realização de shows, produção e disseminação de conteúdo sobre o projeto em diferentes formatos e plataformas.

Também é necessário enviar materiais de referência em áudio ou vídeo para mostrar um pouco do trabalho do artista. Segundo a Natura, o ideal é que sejam enviados pelo menos três conteúdos diversos. A divulgação dos projetos selecionados será feita até dezembro de 2017.

Segundo a gerente de marketing institucional da Natura, Fernanda Paiva, o objetivo do Natura Musical neste ano é valorizar a identidade e a diversidade de projetos e debates sobre temas contemporâneos. “A evolução do Natura Musical responde ao desejo de dar voz à música que reverbera nesse contexto de grandes mudanças, debatendo temas como identidade e diversidade e promovendo empatia, conexões e encontros”, afirmou ela.

Natura Musical

Em 12 anos, o projeto da Natura já apoiou, de acordo com a marca, mais de 1,3 mil projetos culturais, lançando cerca de vinte discos por anos e patrocinando shows, livros, filmes e acervos digitais. Entre os artistas de destaque que já passaram pelo programa estão O Terno, Emicida, Curumin, Lucas Santtana, Rael, Almério, Filipe Catto, Felipe Cordeiro, Aíla e Larissa Luz.

Outros artistas já consagrados, como Elza Soares, Paulo Miklos, Gal Costa e Ney Matogrosso, também lançaram projetos com o apoio do Natura Musical – Elza, inclusive, com o premiado disco A Mulher do Fim do Mundo. Em 2017, a marca também inaugurou a Casa Natural Musical em São Paulo, onde a curadoria dos shows conta com a participação do próprio público.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.