“Não vamos tentar um ‘jeitinho’ para enquadrar Goiás no RRF”, diz titular da Sefaz

Cristiane Schmidt diz que não aproveitará da amizade com ministro Paulo Guedes para que Estado seja aceito no programa

Foto: Elisama Ximenes

A secretária estadual da Fazenda (Sefaz), Cristiane Schmidt, falou nesta quinta-feira, 17, sobre a tentativa de enquadrar Goiás no programa de Regime de Recuperação Fiscal (RRF) do governo federal. “Jamais gostaria que o ministro da Economia Paulo Guedes aceitasse Goiás no RRF porque sou amiga dele”, disse Cristiane Schmidt.

“Não estou fazendo um apelo para que isso ocorra a qualquer custo. Apenas peço que eles verifiquem se determinadas contas que temos no passivo possam ser entendidas como uma dívida consolidada líquida”, afirmou a secretária ao emendar que jamais pediria: “vamos tentar um jeitinho para enquadrar Goiás no RRF”.  

A titular da Sefaz disse que se estivesse no lugar do ministro Guedes, olharia para a situação com complacência e entenderia que não só Goiás, mas outros estados na mesma situação estão tentando fazer ajustes. “São estados que buscam reorganizar suas contas públicas”, explicou.

“Procuramos um mecanismo legal, não uma manobra, para viabilizar talvez um programa mais curto, com algumas exigências para resolver a situação ao invés de esperar que o estado acumule mais dívidas e se afogue, para então ajudar”, pontuou Cristiane.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.