“Não destruam o nome da igreja”, diz pastor acusado de assédio

Após estudante relatar suposto assédio por pastor da Casa Ministério Cristão, Polícia Civil investigará o caso

Foto: Reprodução

O pastor Davi Passamani da igreja Casa Ministério Cristão se pronunciou sobre a acusação de assédio feita por uma estudante de veterinária, de 20 anos, que frequentava o local. “Quero pedir perdão a todos vocês, pedir perdão à igreja do Brasil e à igreja de Goiânia. Vim também para pedir perdão à minha família, meus filhos que estão vendo a internet tomada pelo meu nome com uma acusação muito séria”.

No vídeo, Davi Passaman chora e pede ajuda aos pastores do Brasil. “Não era o meu intuito ferir a igreja e envergonhar os pastores do Brasil. Estou com muita vergonha de todos vocês, mostrar o meu rosto e dizer me perdoe não é fácil. Não estou pedindo que vocês me absolvam das minhas culpas, só não quero ser abandonado”, afirma Davi, ao descrever que tem encontrado apoio em sua esposa e filhos.

Apesar de pedir perdão, o pastor afirma que seu nome está em todas as redes sociais do mundo por um crime que não cometeu. “Eu aceito, mas não destruam o nome da igreja que não tem culpa”, diz. “Eu não vou desistir, vou me tratar e um dia estarei de volta. Não como pastor, mas como alguém que Deus escolheu”, conclui Davi.

Entenda

Nas redes sociais, a estudante Grabriela Palhano, 20 anos, fez um longo relato de como o assédio teria ocorrido. Ela detalha como o pastor teria entrado em contato e iniciado a troca de mensagens. “Aí ele começou a pedir para que eu não o chamasse de pastor e começou a perguntar coisas intimidas da minha vida sexual. Ele perguntava sobre minha vida com meu namorado, perguntava coisas horríveis, e eu fiquei sem entender, comecei a gelar”, continua a jovem.

Ela conta que Davi teria então pedido para fazer uma chamada de vídeo, e seu namorado a teria orientado a gravar a tela. “Ele começou a falar que queria sentir meu beijo, e começou a falar de um sonho que ele teve comigo, horrível por sinal, nojento vocês devem imaginar o sonho, então eu disse q tinha que desligar e comecei a chorar muito e ele continuava mandando mensagem”, explica Gabriela.

Ao procurar ajuda na Casa, ela teria sido orientada a perdoar o pastor, pois era o diabo usando a boca dele, “e que tudo que o diabo queria era destruir aquela igreja, que eu tinha que apagar isso esquecer e seguir em frente pelo meu bem e dos fiéis”, conta.

Após descobrir outro suposto episódio de assédio envolvendo o pastor, e acompanhar uma pregação sobre assédio, estupro e pedofilia nas igrejas ela resolveu levar a denúncia adiante. A estudante ressaltou que espera, com sua atitude, encorajar outras pessoas que passaram por situação semelhante dentro da Casa a se pronunciarem.

O caso foi registrado na Polícia Civil nesta segunda-feira, 30 e será investigado.

O que diz a Casa

Por meio de nota, a igreja afirma que está cuidadosamente acompanhando, apurando e tomando todas as providencias jurídicas e eclesiásticas que o caso requer. O pastor acusado foi afastado para tratamento médico especializado e cuidados em família. “A Casa desde seu nascimento sempre foi um lugar de acolhimento, inclusão, lugar de cura e consolo, e isso se estende desde o principal Pastor ao irmão que se assenta na última cadeira e no fim da fila”, destaca a nota. Leia na íntegra:

Sobre as divulgações de hoje na mídia impressa e falada informamos que o Conselho Pastoral da Igreja Casa está cuidadosamente acompanhando, apurando e tomando todas as providencias jurídicas e eclesiásticas que o caso requer.

Os pastores da Igreja CASA MINISTÉRIO CRISTÃO comunicam que o Pastor Davi Vieira Passamani, e apontados pela imprensa, já se encontram há semanas afastados de suas funções ministeriais para tratamento médico especializado e cuidados em família.

Urge mencionar que, a IGREJA é o corpo de CRISTO e sempre estará alinhada às mais exigentes práticas cristãs. A CASA desde seu nascimento sempre foi um lugar de acolhimento, inclusão, lugar de cura e consolo, e isso se estende desde o principal Pastor ao irmão que se assenta na última cadeira e no fim da fila. Tudo sem nenhuma distinção e/ou privilégio.

Estamos unidos e empenhados em adubar e preparar o REINO na certeza de que juntos erguiremos o exército de JESUS para a vitória na batalha final. Nascemos e continuaremos unidos por um propósito.

A paz esteja convosco.

IGREJA CASA MINISTÉRIO CRISTÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.