“Não dá para dizer que ele não tem qualificação”, diz Vanderlan sobre de Eduardo Bolsonaro

Senador diz não ver problemas na indicação desde que Eduardo se enquadre nas exigências do cargo e tudo seja feito dentro da legalidade

Senador Vanderlan Cardoso / Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

“A prerrogativa de indicar os embaixadores é do próprio presidente, e isso deve ser respeitado”. O argumento utilizado para defender a indicação de Eduardo Bolsonaro para ocupar o cargo de embaixador do Brasil nos Estados Unidos é do senador por Goiás, Vanderlan Cardoso (PP).

O senador diz não ver problemas na indicação desde que Eduardo se enquadre nas exigências do cargo e tudo seja feito dentro da legalidade. E completa: “Essa é uma função que deve ser exercida por alguém que tenha a confiança do presidente, acima de qualquer outra qualidade”.

Em seguida, Cardoso aproveitou para lembrar a trajetória do deputado federal. “Ele foi reeleito por São Paulo com a maior votação da história da Câmara dos Deputados, é formado em direito e está fazendo pós-graduação na Escola Austríaca de Economia e, atualmente, é o presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional na Câmara”. Ele argumenta ainda que o federal foi titular da comissão “Crise da Fronteira da Venezuela” e finaliza: “Não dá pra dizer que ele não tem qualificação para a função”.

Caso a indicação realmente ocorra, Vanderlan acredita que todos poderão ter acesso ao currículo completo  de Eduardo Bolsonaro e, a partir disso, ter mais clareza de suas competências e capacidades. “Mas já adianto que não julgo correto atacar essa indicação apenas por ser filho do presidente. E hoje é isso que está acontecendo. Se fosse outro indicado, mesmo com menos qualificação, certamente não estaria sendo tão bombardeado como estão fazendo com o filho do presidente”, disparou.

“Quando essa indicação chegar ao Senado, espero que ela seja analisada de forma técnica, levando em consideração os estreitamentos dos laços entre Brasil e Estados Unidos com o deputado Eduardo Bolsonaro na Embaixada Americana. Isso é o que realmente precisamos levar em consideração”, conclui o parlamentar.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.