Na reta final de campanha, aliados pretendem reeleger Marconi Perillo no primeiro turno

O presidente do PSDB em Goiás afirmou que a sigla está trabalhando em quatro linhas de frente: o próprio governador, a primeira-dama Valério Perilo, o vice-governador José Eliton e o candidato ao Senado Vilmar Rocha

Presidente do PSDB goiano, Paulo de Jesus | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Presidente do PSDB goiano, Paulo de Jesus | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

A cinco dias do pleito eleitoral, aliados do governador e candidato à reeleição Marconi Perillo (PSDB) estão intensificando ações que visam promover maior visibilidade do tucano. Segundo o presidente do partido em Goiás, Paulo de Jesus, a sigla se preparou “dois anos para estas eleições e sempre trabalhou com a visão de dois turnos”.

Entretanto, de acordo pesquisa realizada pelo Instituto Serpes divulgada no último final de semana, Marconi Perillo pode vencer no primeiro turno, no próximo dia 5. Considerando os votos válidos, que excluem nulos e indecisos, o tucano tem 51,57%, podendo variar de 47,8% a 55,4%.

Paulo de Jesus também informou ao Jornal Opção Online que esta semana é decisiva para alargar a diferença entre Marconi Perillo e os demais governadoriavéis, principalmente nos três principais colégios eleitorais do Estado. “Vamos confirmar estas pesquisas nas urnas. Além disso, pretendemos aumentar nesta semana mais dois ou três pontos em Goiânia, Anápolis e Aparecida de Goiânia”, disse.

Por isso, o comitê de campanha está trabalhando em quatro linhas de frente. “Tanto o governador, como a primeira-dama Valéria Perillo, o vice-governador José Eliton [PP] e o candidato ao Senado Vilmar Rocha [PSD] estão fazendo campanha separadamente nas principais regiões de Goiás”, pontou.

Confiança é a palavra-chave para José Eliton | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Confiança é a palavra-chave para José Eliton | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Confiança

O vice-governador José Eliton (PP) é outro aliado que acredita que as eleições serão definidas em apenas um turno. “Se for possível, melhor ainda. Se não, estamos prontos para a segunda etapa”, disse o candidato da chapa liderada por Marconi Perillo à reportagem.

Para ele, a melhora na avaliação crítica da população diante dos serviços prestados pelo governo em diferentes áreas contribui para que a votação seja positiva. “Desde de o ano passado estamos em uma curva ascendente de melhoria na avaliação pública”, ressaltou.

Para o vice-governador, o conjunto de ações políticas e a força expressiva da base aliada igualmente pode resultar na vitória de seu grupo.

Deixe um comentário