Na prova mais rápida, Bruno Fratus dá segunda medalha ao Brasil na natação

Depois de “bater na trave” em dois Jogos, finalmente o nadador conquistou o pódio, em prova vencida por estadunidense com recorde olímpico

Bruno Fratus abraça o bloco de onde saltou para conquistar o bronze nos 50 metros livre | Foto: Reprodução Sportv

O brasileiro Bruno Fratus, de 32 anos, finalmente encontrou com um sonho de criança para o qual vinha se preparando há mais de 10 anos, mas sempre com intercorrências. Ele completou a prova mais rápida da natação, os 50 metros nado livre, com o tempo de 21s57, exatamente meio segundo depois de Caeleb Dressel (EUA), o vencedor.

Entre os dois, o francês Florent Manaudou. Dressel quebrou o recorde olímpico que era do brasileiro César Cielo desde os Jogos de Pequim, em 2008. Londres, em 2012, foi a primeira Olimpíada de Fratus. Ele nadou muito bem, mas ficou no quase, com a 4ª colocação. Quatro anos depois, na Rio 2016, também chegou à final, mas com problemas físicos, acabou na 6ª colocação. 

Agora, nos Jogos de Tóquio, o nadador pôde alcançar sua maior glória depois de um ótimo ciclo olímpico, ainda que com uma pandemia no meio do caminho: a subida ao pódio, com uma medalha de bronze.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.