Na nova TBC, editor do Jornal Opção destaca legado do escritor Philip Roth

Euler de França Belém participou ao vivo do boletim de Hora em Hora

Divulgação

Durante o boletim de Hora em Hora da nova TV Brasil Central (TBC), que foi ao ar na manhã desta quarta-feira (23), o editor-chefe do Jornal Opção, Euler de França Belém, comentou sobre alguns dos legados do escritor Philip Roth. O escritor morreu nesta terça-feira, aos 85 anos, de insuficiência cardíaca.

Segundo Euler de França Belém, Philip Roth já teve como referência um escritor brasileiro. “Ele se inspirou em Machado de Assis para escrever o romance ‘Indignação’”. A obra tem como referência o livro “Memórias Póstumas de Brás Cubas”. Nos dois livros, o narrador é um morto. A literatura do brasileiro impressionou vários escritores e críticos americanos, como John Updike, Roth, Susan Sontag e Harold Bloom (que o percebe como “gênio” literário num de seus livros).

A participação de jornalistas de outros veículos de comunicação, seja do rádio, TV, impresso ou internet, na programação da nova TBC tem sido vista com frequência. A iniciativa faz parte do pacote de mudanças feitas pela nova direção da ABC, que tem como um dos objetivos fazer jornalismo cada vez mais próximo ao cidadão.

Correção

Euler de França Belém faz uma correção na entrevista: “Eu disse que Roth discute a velhice em ‘A Marca Humana’. Na verdade, o assunto é exposto, como tema central, em ‘Homem Comum’. ‘A Marca Humana’ é um romance sobre a onda moralista nos tempos de Bill Clinton e Monica Lewinsky”. Em “Homem Comum”, Roth escreve que “a velhice é um massacre”.

Deixe um comentário