Na luta contra o preconceito, travesti e prostituta se candidata a vereadora

Conhecida por seu ativismo na causa feminista, LGBT e das profissionais do sexo, Indianara Siqueira lança candidatura pelo PSOL do Rio de Janeiro

Indianara Siqueira é ativista da causa LGBT e candidata a vereadora pelo PSOL | Foto: Reprodução / Facebook

Indianara Siqueira é ativista da causa LGBT e candidata a vereadora pelo PSOL | Foto: Reprodução / Facebook

O Rio de Janeiro pode ter “uma puta vereadora” a partir de 2017. A ativista das causas feministas e LGBT, travesti, prostituta e sempre polêmica Indianara Siqueira lançou candidatura a vereadora da cidade pelo PSOL, do candidato a prefeito Marcelo Freixo.

A principal proposta da candidata é em defesa da visibilidade e cidadania dos transexuais e travestis e também das profissionais do sexo. A agora candidata defende uma “sociedade igualitária para todas as pessoas” e vai além: em seu primeiro vídeo de campanha, que já viraliza nas redes sociais, ela fala em “ampliar o amor”, prometendo lutar até mesmo pela causa vegana.

“Nos lutamos contra o sistema heteronormativo que oprime as pessoas e eu amplio a minha luta em favor de todos os seres vivos que sofrem. Por isso o meu veganismo não é só uma luta de libertação pelos animais, mas também uma libertação própria, pois dessa forma eu consigo amar mais, ampliar o meu amor”, diz a candidata.

As gravações foram feitas no Beco do Rato, região da Lapa, no Rio de Janeiro, local conhecido pela prostituição e que ela chama de “local de resistência das travestis, transexuais e transgênero que se prostituem nessas esquinas”.

Ela defende que as profissionais do sexo são as que mais “rompem com o capitalismo e o patriarcado”. “Vamos transformar esse Rio de Janeiro em uma cidade inclusiva e transgredir a Câmara de Vereadores”, chama a candidata. O número dela é 50.169.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.