Na era da tecnologia, forma de transmitir futebol também mudou

Antes limitado apenas por quem detinha os direitos de transmissão, acesso a jogos de futebol têm sido cada vez mais democrático

Jogos podem ser transmitidos de maneira fácil, basta apenas um celular para conseguir colocar as imagens na internet| Foto: Divulgação

Nos últimos anos, a tecnologia se tornou uma aliada do futebol. Mudanças foram realizadas na forma de formar profissionais, preparar atletas e a introdução de novos equipamentos, exercícios e treinamentos são as principais mudanças que ocorreram com o passar dos anos. 

Entretanto, a mudança no esporte não passa apenas pela adoção de novas tecnologias pelos clubes. O jeito de se transmitir esporte passou por uma reformulação nos últimos anos. Antes restritas apenas a canais abertos ou de TV a cabo, atualmente há várias formas de se realizar essas transmissões, seja por lives em redes sociais e no YouTube ou em plataformas voltadas exclusivamente para esta finalidade. 

A plataforma mais conhecida para a transmissão de jogos é o MyCujoo. Criado em 2014, o MyCujoo é uma plataforma de streaming cujo objetivo é propiciar a exibição de partidas de futebol pela internet, de forma gratuita, incluindo jogos gravados apenas com uma câmera de celular, sem grandes recursos técnicos e audiovisuais. Segundo dados fornecidos no próprio site, a plataforma já transmitiu mais de 3 mil competições ao redor do mundo. O site transmite partidas de competições que estão longe dos holofotes e da grande mídia como: futebol feminino, categorias de base, futsal e futebol de areia.

Com a chegada de novas tecnologias, diversos clubes passaram a ser divulgados e com isso passaram a surgir novas oportunidades de negócio. Se antes era necessário estar em evidência, jogar em grandes clubes para conseguir uma transferência, a tecnologia derrubou essa barreira e criou pontes entre clubes de menor expressão e times consolidados no Brasil e no mundo. Durante os jogos, olheiros contratados por diversos clubes observam jovens jogadores que podem futuramente se transferir. 

Em Goiás, clubes amadores se utilizam dessas plataformas para revelar jogadores e, posteriormente, repassá-los para outros times no cenário nacional. Um desses times é o Desportivo Real, com sede em Senador Canedo. Atualmente o clube disputa as competições sub-13 e sub-15 organizadas pela Federação Goiana de Futebol, mas que não foram realizadas em 2020 por conta da pandemia. Diretor do Desportivo Real, Talles Kanu, ex-zagueiro com passagens por clubes do Brasil e do exterior, falou sobre a importância de haver transmissão dos jogos dos clubes amadores ou de menor expressão no cenário nacional. “Para a gente foi muito importante ter os jogos transmitidos. A ferramenta foi uma mão na massa, pois não é sempre que dá para você trazer o observador, pois o custo é caro. Em termos de ficar visualizando os jogos e monitorando para fechar negócios, a ferramenta é muito boa”, pontuou o dirigente. 

Apesar da praticidade que a transmissão pela internet traz, o dirigente diz que a maioria dos negócios ainda são fechados de maneira presencial, com o observador assistindo o jogo ao vivo. “As negociações são feitas a maioria delas a olho nu. Estar presente é mais fácil de negociar e, querendo ou não, o observador estando dentro do campo, assistindo ao vivo é um pouco diferente”. Entretanto, Talles Kanu acredita que com o tempo a tendência do mercado é que no futuro será maior o número de contratações por meio de vídeos e transmissões.

A pluralidade de jogos transmitidos no MyCujoo é o principal atrativo da plataforma. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) exibe na plataforma diversos campeonatos que não possuem direitos televisivos, como campeonatos de base, feminino e nacionais, caso da Série D. O alto número de opções de partidas para acompanhar foi destacado pelo diretor do Desportivo Real. “As distâncias foram encurtadas, antigamente você só assistia via os canais que compravam os direitos de transmissão.  Hoje não, você liga lá e acompanha jogo da Série D do Campeonato Brasileiro, outros campeonatos de base e é uma excelente ferramenta para a captação de atletas de base”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.