Mutirão de Iris não convence e leva apenas serviços básicos a bairros

Moradores reclamam de abandono e da falta de continuidade nas ações da Prefeitura de Goiânia

Mutirão da Prefeitura acontece na região sul da capital até o domingo (25) / Foto: Prefeitura de Goiânia

Rafaela Bernardes

A segunda edição do Mutirão da Prefeitura de Goiânia, que é realizada na Praça da Feira no Parque Atheneu, reuniu centenas de moradores da região Sul da capital na manhã deste sábado (24/6). Com a promessa de levar benefícios de infraestrutura e serviços à população, a iniciativa do prefeito Iris Rezende (PMDB) não convenceu.

O Jornal Opção conversou com alguns moradores que lamentaram que a iniciativa seja apenas uma “força-tarefa” de serviços básicos. A dona de casa Silvia Andrade, residente no Parque Atheneu, disse que não vê nada além de uma “obrigação” do poder público.

“Pagamos nossos impostos em dia, então a prefeitura também tem que cumprir com as suas obrigações. A nossa região estava abandonada, e, agora, é bem provável que esse serviço de limpeza e roçagem nos bairros só volte para cá daqui uns cinco anos, quando um novo prefeito for eleito e vier ao Parque Atheneu”, lamentou.

A bronca da moradora é porque durante o período em que acontecem os mutirões, a administração municipal realiza uma enorme quantidade de serviços de limpeza nos bairros, como a poda de árvores, retirada de entulhos, roçagem, limpeza de boca de lobos, pintura de meios-fios e troca de lâmpadas queimadas. A crítica dos moradores é que esse tipo de serviço só é prestado quando existem eventos políticos na região.

Durante a manhã deste sábado (24/6), a reportagem visitou os estandes do mutirão da prefeitura e constatou que, de fato, o que acontece é uma concentração de todos os serviços da prefeitura em um só lugar. Embora facilite a vida da população, não traz benefícios concretos à região e estão longe dos mutirões nos idos de 1960 do próprio Iris Rezende.

Àquela época, por exemplo, casas eram erguidas. Hoje em dia, pintam escolas e centros de saúde, não resolvendo os problemas reais, como a falta de médicos especialistas e vagas em CMEIs.

O casal Carlos Alberto de Souza e Kátia de Oliveira também não se convenceram sobre os “benefícios” à região. Moradores do bairro, eles elogiaram a iniciativa da prefeitura de reunir todos os serviços prestados pelo município em um só local, mas também criticaram a falta da prestação dos serviços de infraestrutura permanentes nos bairros.

“Ha mais de semana, a prefeitura vem trabalhando aqui na região com limpeza e roçagem. Mas, isso aqui é só um momento. Eles vem, ‘passam um batom’ e depois vão embora”, avaliou a artesã. Já o marido disse temer que a região caia no abandono mais uma vez. “Nossa região estava super esquecida, feia, sem limpeza nenhuma. Agora está tudo muito bom, mas creio que o mutirão vai passar e cairemos no abandono mais uma vez”, lamentou.

Durante coletiva, o prefeito Iris Rezende disse que o objetivo do mutirão é buscar a integração da população com a administração municipal. Segundo o decano peemedebista, no evento, a prefeitura “sente e ouve o povo”. “É uma maneira de aproximação com a população”, explicou.

Iris Rezende (PMDB) na abertura do Mutirão na manhã deste sábado (24) / Foto: Prefeitura de Goiânia

Questionado pelo Jornal Opção se os serviços de limpeza e infraestrutura na região vão continuar, já que a população reclama de abandono, o peemedebista garantiu que o trabalho deve continuar. “Estamos fazendo uma limpeza nos bairros e esse serviço vai continuar. Vamos dar continuidade a esse trabalho até o último dia da nossa administração, estamos colocando a cidade em ordem”, disse.

A segunda edição do Mutirão da Prefeitura de Goiânia acontece na Praça da Feira no Parque Atheneu até domingo (25).

Evento

Essa é a segunda edição do Mutirão da Prefeitura na gestão Iris Rezende. O primeiro mutirão aconteceu no início de maior, na região norte da capital. Segundo o prefeito, a partir de agora, os mutirões devem acontecer de 15 em 15 dias, em diferentes regiões de Goiânia.

Moradores aguardando atendimento médico no Mutirão / Foto: Rafaela Bernardes Jornal Opção

A iniciativa do poder municipal leva atendimentos nas áreas de saúde, cuidados com a beleza, orientação jurídica, emissão de documentos, atividades educativas, esportivas e de lazer. A terceira edição do Mutirão da Prefeitura será no dia 7 de julho, na região de Campinas.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.