Mulheres empreendedoras receberam R$ 38 milhões da GoiásFomento, em 2020

Aporte foi exclusivamente para microempresas cujo proprietário ou sócio-principal são mulheres e MEIs do sexo feminino

As mulheres representam 47% dos clientes da GoiásFomento| Foto: GoiásFomento

A pandemia causada pelo coronavírus gerou uma forte crise econômica no país. Os microempresários foram uma parte da população que sofreu com os efeitos da pandemia. Entretanto, por meio da GoiásFomento, as microempresas cujo proprietário ou sócio-principal são mulheres e microempreendedores individuais do sexo feminino, receberam um aporte financeiro de R$ 38 milhões do programa do Governo de Goiás. 

Uma das contempladas pela verba da GoiásFomento foi a microempresária Luana Ribeiro Costa, proprietária de um estabelecimento no Setor Universitário, em Goiânia. Segundo Luana, o crédito recebido foi importante para alugar um quiosque e ter uma estrutura para trabalhar, ao lado da mãe e do irmão.

Com o dinheiro recebido da GoiásFomento, Luana realizou a compra de equipamentos e conseguiu melhorar a qualidade dos fornecedores e dos produtos. A proprietária se mostra confiante para o futuro da empresa. “Nós constituímos um empreendimento comercial forte e que não se abala, o que nos faz crer que não teremos problemas para crescer”, afirmou.

A modalidade delivery também foi adotada pela microempresária. A ferramenta se tornou importante neste momento em que a 2ª onda provoca restrições de funcionamento nos estabelecimentos. Agora, Luana aguarda a retomada das atividades econômicas na capital para ampliar o seu empreendimento e se tornar uma franqueadora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.