Mulher que recebeu o coração de Eloá Pimentel morre de covid-19 no Pará

Eloá foi mantida em cárcere por mais de 100 horas por seu ex-namorado, levou dois tiros e faleceu pouco tempo depois. Alguns de seus órgãos foram doados. Maria Augusta havia recebido o coração da jovem

Maria Augusta dos Anjos foi quem recebeu o coração de Eloá Pimentel. | Foto: Reprodução redes sociais.

Maria Augusta dos Anjos, de 51 anos, a mulher que havia recebido o coração da jovem Eloá Pimentel, morreu na tarde da última segunda-feira, 3, vítima da covid-19. Maria Augusta havia sido internada no fim do mês de abril, em um hospital na cidade de Parauapebas, no Estado do Pará, apresentando cerca de 75% de seu pulmão comprometido por conta da doença. Sua família chegou a iniciar uma campanha nas redes sociais, a fim de conseguir custear seu tratamento, mas ela não resistiu e morreu.

Caso Eloá

Eloá Pimentel foi morta no ano de 2008, por seu ex-namorado, Lindemberg Fernandes, na cidade de Santo André, no interior de São Paulo. O jovem não aceitava o fim do relacionamento e invadiu a casa de sua ex-namorada no dia 13 de outubro daquele ano, fazendo Eloá e seus colegas de escola, reféns. 

Após mais de 100 horas de sequestro, o que caracterizou o mais longo cárcere já registrado pela polícia de São Paulo, Lindemberg deu dois tiros em Eloá, que chegou a ser levada para o hospital mas não resistiu aos ferimentos e faleceu. A família optou por realizar a doação de seu coração, pulmões, pâncreas, rins e fígado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.