MST invade sede da Seduce

Sem terras chegaram em ônibus e caminhões e pretendem montar acampamento no local para se juntar aos manifestantes contrários ao programa de gestão por OSs

A invasão tem participação de lideranças políticas de partidos de oposição | Foto: Reprodução

 Foto: Reprodução

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) invadiram no final da tarde deste domingo (14/2) a sede da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) com o objetivo de se juntar aos manifestantes contrários ao programa de gestão compartilhada de escolas com Organizações Sociais (OSs) que estão acampados no pátio do órgão.

Os sem-terra chegaram em ônibus e caminhões carregados com equipamentos de acampamento e alimentos. Eles tentaram acirrar os ânimos, com provocações aos policiais militares que acompanhavam, à distância, a movimentação no local.

Com a invasão, o movimento descumpre acordo feito com a Seduce e a Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP) de não ampliar a invasão da sede da secretaria, sob pena de prejuízo para a aplicação do ano letivo.

Das 29 escolas que foram invadidas pelos manifestantes, apenas 7 continuam ocupadas. Na última sexta-feira, os invasores saíram do Lyceu de Goiânia, levando equipamentos do patrimônio da escola e deixando rastros de depredação e destruição na unidade.

Confira vídeos da ocupação:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.