MPF pede arquivamento de investigação contra Marconi na Operação Decantação

Decisão apura que conversas do governador com o então presidente da Saneago na época, José Taveira, não possuem abordagens criminosas

Marconi Perillo – Reprodução

O Ministério Público Federal pediu nesta segunda-feira (26/3) o arquivamento da investigação contra o governador Marconi Perillo (PSDB) no caso da Operação Decantação. De acordo com a sindicância as conversas entre o tucano e o presidente da Saneago na época, José Taveira, não possuem abordagens criminosas, portanto não há provas suficiente para incriminar o o governadorr.

No parecer, o relator caracteriza que “não há fatos concretos com contornos típicos a serem investigados, nem outros elementos probatórios mínimos a lastrear a continuidade da presente sindicância. Logo, o arquivamento é a medida que se impõe”.

Deflagrada em 2016, a Operação Decantação denunciou 35 pessoas desviar recursos da Saneago para fins políticos.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.