MPF-GO recomenda uso precoce de cloroquina para infectados pela Covid-19 em Goiás

Recomendação ocorre após Ministério da Saúde (MS) publicar nota técnica indicando uso do medicamento em pacientes em estágios iniciais da infecção causada pelo novo coronavírus

O Ministério Pública Federal (MPF) em Goiás recomendou, nesta segunda-feira, 25, ao governo do Estado e 119 municípios goianos para que sejam disponibilizados o uso precoce no tratamento de Covid-19 medicamentos, segundo orientações do Ministério da Saúde (MS).


Ainda, recomendou que fossem proporcionadas orientações da nota técnica do MS para que seja seguidas por médicos das unidades públicas de saúde estadual e municipais, conforme proposição do Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Médica Brasileira (AMB) para que ministrem o tratamento que julgarem apropriado.


Com isso, o CFM propôs que médicos de todo Brasil considerem o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina em “pacientes com sintomas leves no início do quadro clínico”, mediante consentimento livre e esclarecido do paciente. O MPF ressalta que um protocolo clínico farmacológico para tratar preventivamente e em estágios iniciais a infecção causada pelo novo coronavírus é uma estratégia sanitária de vital importância para a preservação do maior número de vidas.


Para Ailton Benedito de Souza, procurador da República e autor das recomendações, devem ser consideradas pelas autoridades sanitárias todas as alternativas farmacológicas que apresentem resultados satisfatórios no combate à Covid-19. Ainda, o MPF recomendou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que as medicações preconizadas pelo MS para doenças causadas pelo novo coronavírus sejam disponibilizadas imediatamente em farmácias e drogarias comerciais dos 119 municípios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.