MPF e MPGO cobram reabertura de leitos Covid-19 nos Hospital das Clinicas

Reunião com entidades foi realizada para tratar de medidas que visam a reabertura de leitos na capital. HC e município de Goiânia têm até o dia 11 de fevereiro para apresentar iniciativas

O Hospital das Clínicas (HC) e o município de Goiânia têm até o dia 11 deste mês para que apresentem plano de ação para a reabertura de mais leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) direcionados ao tratamento de doentes infectados com Covid-19. Em uma reunião, realizada nesta terça-feira, 1, que contava com representantes do Ministério Público Federal (MPF), do Ministério Público de Goiás (MPGO), do Tribunal de Contas do Município de Goiás (TCM-GO), do HC e da Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS), foi estipulado a abertura de 30 leitos, com a possibilidade de, mediante necessidade, a abertura de outras vagas.

Na quinta-feira, 3, as taxas de internação no Sistema Único de Saúde (SUS) atingiram um total de 95,4% de ocupação em Goiânia. Desta forma, a iniciativa tem como objetivo diminuir a taxa de ocupação de leitos de UTI para Covid na capital. Representantes dos Ministérios Públicos avaliam que a participação do TCM na reunião trará mais celeridade à celebração do acordo para a reabertura dos leitos. 

Participaram da reunião o procurador da República Ailton Benedito, os promotores de Justiça Marcus Antônio Ferreira Alves e Marlene Nunes Freitas Bueno, o secretário municipal de Saúde, Durval Ferreira Fonseca Pedroso; o superintendente de Regulação, Avaliação e Controle da SMS de Goiânia, Madson Montes Bedim; e representantes do TCM e da Procuradoria-Geral do Município.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.