MPF denuncia Glenn Greenwald por invasão de celulares de autoridades

Apesar de não ter sido indiciado, jornalista é acusado de auxiliar, incentivar e orientar grupo durante em invasões

Foto: Reprodução

O Ministério Público Federal em Brasília denunciou nesta terça-feira, 21, o jornalista Glenn Greenwald e outras seis pessoas por crimes relacionados à invasão de celulares de autoridades brasileiras.

De acordo com a denúncia, as atividades ilícitas incluíram organização criminosa, lavagem de dinheiro e interceptações telefônicas. O grupo é acusado de praticar crimes cibernéticos por meio de fraudes bancárias, invasão de dispositivos informáticos e lavagem de dinheiro.

Apesar de não ter sido indiciado, o jornalista é acusado de auxiliar, incentivar e orientar grupo durante em invasões.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.