MP recomenda que irmã da prefeita e outras 11 pessoas não recebam 2ª dose da vacina, em Cristianópolis

Recomendação foi feita após inversão de ordem na vacinação dos grupos prioritários

Doses de vacina. | Foto: reprodução

Após constatada vacinação irregular, Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) recomenda que 11 pessoas, incluindo a irmã da prefeita Juliana da Farmácia (DEM), residentes do município de Cristianópolis, não recebam a segunda dose da vacina contra a Covid-19 enquanto a imunização permanecer voltada aos grupos prioritários. A recomendação à Prefeitura do município foi publicada na última terça-feira, 2.

Segundo o documento, apesar de o município estar vacinando somente os grupos prioritários, que incluem idosos e profissionais da saúde, por seguir o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 e da Campanha de Vacinação do Estado de Goiás, as 11 pessoas furaram a fila e receberam a primeira dose do imunizante.

Por algumas dessas pessoas que furaram a fila se encaixarem na categoria de profissionais da saúde que não se encontram na linha de frente do combate à pandemia, a recomendação do MP-GO é que passe a receber o imunizante somente profissionais que atuem diretamente no combate à Covid-19.

Alta demanda por vacina

A justificativa do órgão, ao fazer essa recomendação, é a alta procura pelas doses do imunizante atrelada ao aumento das contaminações pela doença e a falta de leitos em hospitais para abrigar casos graves.

Em Goiás, a taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) voltadas para o tratamento de pacientes com a Covid-19 se encontram na faixa de 97%, com 383 unidades ocupadas, 24 bloqueadas e apenas 12 disponíveis.  

Vacinação em Cristianópolis

Até o momento, no município foram registrados cerca de 242 casos de contaminação e 4 óbitos de pacientes vítimas do novo coronavírus. Na tentativa de reduzir esses números, a cidade já recebeu 136 doses do imunizante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.