MP pede providências à Seplanh sobre obra parada na Avenida D há sete anos

Secretaria tem dez dias para fornecer o solicitado pela promotora. Construção “Saúde Premium” conta apenas com um buraco, sem muros de contenção e gera risco aos arredores

Foto: Francisco Costa / Jornal Opção

A partir de uma denúncia feita no Ministério Público de Goiás (MP-GO), a promotora Alice de Almeida Freire pediu providências e informações à Secretaria Municipal de Planejamento e Habitação (Seplanh) sobre obra do prédio “Saúde Premium”, na Avenida D, em Goiânia, que está parada há sete anos.

Segundo o informado pelo MP-GO, a Seplanh tem dez dias para fornecer o solicitado pela promotora da 8ª Promotoria de Justiça de Goiânia. Assim que isso for feito, a procuradoria poderá tomar outras providências

A Seplanh informou que já foi aberta ordem de serviço para a vistoria e que está no cronograma de trabalho da secretaria.

Entenda

Foto: Francisco Costa / Jornal Opção

Como mostrado pelo Jornal Opção, o prédio que foi projeto pela L+M Construtora, iniciou as obras em 2012, quando obteve alvará de construção. Entretanto, sete anos depois, no local, que foi cercado, há apenas um buraco, mas não terminaram os muros de contenção, que estão precários e poderiam desmantelar os arredores.

A reportagem solicitou posicionamento à construtora, que não respondeu até esta publicação.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.