MP Eleitoral pede cassação de Temer e inelegibilidade de Dilma

Caso que começa a ser julgado na próxima semana pode levar à convocação de eleições indiretas

O Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a cassação do presidente Michel Temer (PMDB) e a inelegibilidade da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), informou fontes do jornal “Estado de S. Paulo” que acompanham as investigações.

A manifestação da Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE), mantida sob sigilo, foi encaminhada na noite desta terça-feira (28) ao TSE.

O julgamento da ação que apura se a chapa Dilma-Temer cometeu abuso de poder político e econômico para se reeleger em 2014 está marcado para ter início na próxima terça-feira (4). O caso pode levar à cassação de Temer e à consequente convocação de eleições indiretas.

A ação que investiga última eleição presidencial foi proposta em 2014 pelo PSDB, derrotado nas urnas pela chapa encabeçada pelo PT. Nas alegações finais entregues ao TSE nos últimos dias, o PSDB isentou o presidente Michel Temer de responsabilidade.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.