MP denuncia ex-prefeito de Firminópolis por crime ambiental em razão de lixão da cidade

Segundo promotor, no município funcionava um lixo a céu aberto, sem a licença ou autorização de órgãos ambientais competentes

foto: reprodução/Facebook

O Ministério Público ofereceu denúncia contra o ex-prefeito de Firminópolis Leonardo de Oliveira Brito (PTB) por crime ambiental, ao permitir o lançamento de resíduos onde funciona o lixão da cidade, causando, assim, poluição, de forma consciente e voluntária.

De acordo com o promotor de Justiça Ricardo Lemos Guerra, o depósito de lixo funciona a céu aberto, sem a licença ou autorização dos órgãos ambientais competentes, contrariando a legislação, em níveis que resultaram danos à saúde da população.

Na denúncia consta que uma vistoria da Polícia Ambiental constatou a disposição de resíduos em locais inadequados, sem qualquer tratamento e próximos a locais habitados, o que resultou na contaminação de solo e do lençol freático, e a consequente proliferação de doenças.

As ilegalidades ocorreram durante as duas gestões de Leonardo de Oliveira como prefeito, que foram de 2008 a 2016.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.