MP denuncia 86 membros de facção criminosa que atuava dentro de presídios

As denúncias são resultado da Operação Insone, deflagrada no dia 23 de novembro pelas Polícias Civil e Militar em parceria com o MP-GO

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público de Goiás, ofereceu na última segunda segunda-feira (18/12) 20 denúncias criminais contra 86 membros de uma facção criminosa, de âmbito nacional, que atua dentro e fora dos presídios em todo o País, inclusive nas unidades prisionais goianas.

Todos os denunciados tiveram a prisão preventiva decretada pelo colegiado de magistrados instaurado para processar e julgar o caso, na comarca de Itumbiara.

Nas ações penais, os investigados foram denunciados pelo crime de “integrar organização criminosa”, previsto no artigo 2° da Lei nº 12.850/2013. Vários outros crimes praticados pelos integrantes da facção criminosa foram revelados no decorrer da investigação e estão sendo apurados em inquéritos policiais específicos, em comarcas diversas.

As denúncias são resultado da Operação Insone, deflagrada no dia 23 de novembro pelas Polícias Civil e Militar em parceria com o MP-GO. O Gaeco acompanhará a instrução processual e demais atos processuais relacionados às denúncias.

Na operação realizada em novembro, detentos que integram organizações criminosas dentro de presídios goianos foram flagrados comandando homicídios, roubos e tráfico de drogas em várias cidades em Goiás e em outros Estados. Eles usavam celulares para fazer contato e dar ordens a criminosos fora da cadeia.

Deixe um comentário