MP de Goiás deflagra operação contra crimes no sistema penitenciário

Segunda fase da Operação Regalia, em parceria com a SSPAP, cumpre 11 mandados de prisão e 7 de condução coercitiva

O Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e do Centro de Inteligência, deflagrou na madrugada desta terça-feira (21/11) a segunda fase da Operação Regalia, que visa desarticular organizações criminosas voltadas à prática de crimes contra a administração pública e tráfico de drogas dentro do sistema penitenciário de Goiás.

A Operação Regalia II deriva de investigação conjunta com as Polícias Civil e Militar e a Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap). Ao todo estão sendo cumpridos 21 mandados de busca e apreensão, inclusive no Centro de Inserção Social de Anápolis, 7 de condução coercitiva e 11 de prisão, sendo 6 preventivas e 5 temporárias.

A primeira fase da operação constatou diversas situações em que agentes penitenciários cobravam vantagem indevida para que detentos tivessem privilégios dentro de presídios.

As equipes são compostas por 10 promotores de Justiça, 61 policiais civis – sendo 11 delegados e 50 agentes – 45 agentes da Seap e 20 policiais militares. (Com informações MP-GO)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.