MP de Goiás define lista tríplice para Procuradoria-Geral de Justiça

Lista é formada por Benedito Torres Neto, Carlos Alberto e Aylton Vechi. Governador Ronaldo Caiado deve indicar novo procurador dentro dos próximos dias

Ao centro Carlos Alberto, benedito Torres e Aylton Vechi | Foto: Leila Amaral

Depois de um imbróglio, foi definida na tarde desta sexta-feira, 8, a formação da lista tríplice para o cargo de Procurador-Geral de Justiça do Ministério Público de Goiás (MP-GO). A lista é formada pelo procuradores Benedito Torres Neto, Carlos Alberto e Aylton Flávio, que ficaram entre os mais votados. O resultado do pleito será encaminhado ao Palácio Pedro Ludovico Teixeira na próxima segunda-feira, 11, onde o governador Ronaldo Caiado terá o prazo de 15 dias para indicar o escolhido.

Nove candidatos participaram da eleição que terminou às 17h e teve a contagem realizada diversas vezes sob a alegação de alguns presentes de que o processo estava sendo feito de maneira incorreta.

Concorreram Mário Henrique Cardoso Caixeta, Benedito Torrer Neto, Carlos Alberto Fonseca, Leila Maria de Oliveira, João Teles de Moura Neto, Aylton Flávio Vechi, Umberto Machado de Oliveira, Fernando Aurvalle da Silva Krebs e Villis Marra Gomes.

Além do cargo de procurador-geral, os membros do órgão indicaram também representantes do Estado para concorrer às vagas dos MPs dos Estados no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e Conselho Nacional de Justiça (CNJ), biênio 2019-2021.

Estavam aptos a votar 407 procuradores e promotores, porém, com 29 abstenções, houve 378 votos válidos. Benedito conquistou 266 votos, Carlos Alberto ficou com 212 e, Aylton, 142.

Benedito agradeceu a todos e disse que conquista foi conseguida com um trabalho “extremamente positivo”. Já sobre a previsão da escolha, que será feita por Caiado, o procurador mais votado não quis se manifestar.

“Quero comemorar com meus amigos e depois pensamos nisso. O mais importante foi o respeito, legitimidade e o voto de cada um”, declarou Benedito, relembrando que nas últimas eleições da entidade, o escolhido pelo governador sempre foi o mais votado da lista.

Para Carlos Alberto, sua colocação foi um “reconhecimento” pelo trabalho que tem sido feito nos últimos anos. “Creio que essa votação vem exatamente reconhecer esse meu trabalho e o da equipe”, disse.

Aylton, o terceiro mais votado, garantiu que a eleição foi “sui generis” – fora do comum, original – e que o momento é de comemorar e aguardar a escolha de Caiado.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.