MP adotará todas as medidas legais e judiciais para garantir isolamento, diz PGJ

“Não há antagonismo entre economia e vida, o que há é necessidade de um equilíbrio”, defende Aylton Flávio Vechi

O procurador-geral de Justiça de Goiás, Aylton Flávio Vechi, afirmou que o Ministério Público de Goiás (MP-GO) adotará todas as medidas legais e judiciais para a contenção da pandemia do coronavírus no Estado. O magistrado garantiu apoio às medidas propostas a partir do estudo técnico da Universidade Federal de Goiás (UFG).

“Me parece que a UFG acertou ao propor 14 dias de fechamento e 14 dias de abertura, além do rastreamento. São medidas cientificamente embasadas, que contarão com toda a força do MP-GO para implantação”, explicou Vechi. “Não há antagonismo entre economia e vida, o que há é necessidade de um equilíbrio”, esclareceu.

Na reunião desta segunda-feira, 29, com o governador Ronaldo Caiado, entidades e prefeitos, o PGJ demonstrou total apoio às medidas anunciadas pelo governo estadual. Vechi também lembrou que a liberdade dos prefeitos não é total e que todos serão cobrados com rigor por suas atitudes em relação ao enfrentamento à pandemia.

Em busca do consenso

“Há medidas para serem compatibilizadas e todos precisam levar isso em consideração. O MP-GO continuará efetivamente a atuar na preservação da vida e adotará todas as medidas legais e judiciais, tentando sempre através do consenso obter um resultado mais favorável das ações dos municípios e, não havendo essa possibilidade, das ações judiciais”, reiterou.

O procurador-geral de Justiça afirmou ainda ser importante os gestores públicos observarem a aplicação rigorosa dos recursos financeiros recebidos para fazer o controle da pandemia. Segundo ele, os Ministérios Públicos Federal e Estadual, dentro de suas atribuições, farão o acompanhamento da utilização das verbas, sempre atuando para garantir que sejam aplicados necessariamente para as finalidades as quais se destinam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.