Movimentos negros de Goiânia organizam manifestação em frente ao hipermercado

O ato será realizado em Goiânia, em repúdio ao crime de racismo e assassinato cometido contra João Alberto

Manifestação será em protesto ao racismo contra os negros no Brasil | Foto: Divulgação

Nesta segunda-feira, 23, os movimentos negros de Goiânia vão realizar um Ato Pelas Vidas Negras,às 16h30, em frente ao Carrefour da avenida T9. O ato acontecerá em decorrência do crime de racismo e assassinato cometido contra João Alberto, no supermercado Carrefour, em Porto Alegre (RS), praticado por dois seguranças brancos na última quinta-feira,19.

A manifestação é organizada pelos movimentos: Coletivo Rosa Parks; Grupo Pindoba; Pretas de Angola; Centro de Referência Negra; Coletivo Novembro Negro; Mães de Maio no Cerrado; Mães Pela Diversidade; Centro Popular da Mulher; Escola Ubuntu; Astral, Associação Coró de Pau; Rede Goiânia de mulheres negras; Associação Quilombo Kalunga e Movimento Negro Unificado de Goiás.

O ato em Goiânia é em memória de João Alberto, Agatha Vitória, João Pedro, Adriana Paris, Cláudia Silva, Pedro Gonzaga, Verônica Bolina, Thiago Paulo, Victor de Paula e todas as vítimas de racismo recreativo, institucional, estrutural e assassinato sofrido em nossa sociedade.

No Brasil, segundo o Atlas de violência 2020, cerca de 75,7% dos assassinatos, são vítimas negras, de 4. 519 mulheres mortas, 68% são negras. Em Goiânia, o índice de injúria racial aumentou 20%.

Os movimentos negros organizados convidam a população goianiense para participar do ato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.