Motoristas do transporte coletivo podem entrar em greve a partir de quinta-feira, 07

Segundo o presidente do Sindicoletivo, 300 trabalhadores do transporte coletivo estão contaminados com a Covid-19 e 21 já morreram vítimas da doença

Os motoristas do transporte coletivo aprovaram, durante assembleia realizada neste sábado, 3, o indicativo de greve do serviço operacional para a próxima quinta-feira, 07, a partir da meia-noite. De acordo com o presidente do Sindicato Intermunicipal de Trabalhadores no Transporte Coletivo Urbano de Goiânia (Sindicoletivo), Sérgio Reis, a categoria reivindica a prioridade na vacinação contra a Covid-19. “Não estamos tratando de salário. É simplesmente pela vacina”.

Segundo Sérgio Reis, 300 trabalhadores do transporte coletivo estão contaminados com a Covid-19 e 21 já morreram vítimas da doença. “Exigimos a elaboração de um cronograma para que, principalmente, os motoristas e os profissionais dos terminais sejam imediatamente vacinados. Depois queremos a ampliação para os agentes de limpeza e trabalhadores dos escritórios”. Atualmente, na região metropolitana são cerca de 2,3 mil motoristas e 1,7 mil funcionários de outras categorias representados pelo Sindicoletivo.

A partir da próxima segunda-feira, 05, o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo e Passageiros de Goiânia e Região Metropolitana (SET), o Ministério Público do Trabalho e Superintendência Regional do Trabalho, serão notificados da greve. “Vamos aguardar a justiça para que possa ser estabelecido o quantitativo. Mas da nossa parte foi aprovado o percentual de 100% de paralisação”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.