Motorista que vai à Procissão do Fogaréu deve ter cuidado redobrado

Procissão do Fogaréu na Cidade de Goiás
Conhecidos como farricocos, devotos participam da Procissão do Fogaréu na Cidade de Goiás. A cerimônia simboliza a prisão de Cristo e os fiéis encapuzados representam os soldados romanos | Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

Celebração, que teve início em 1975, será realizada nesta quarta-feira à noite na Cidade de Goiás, mas GO-070 tem trechos deteriorados

Uma das celebrações mais tradicionais de Goiás volta a ganhar as ruas nesta quarta-feira, 17. A partir das 23h59, começa a encenação da Procissão do Fogaréu, conforme ocorre desde 1745. A previsão é de que aproximadamente 20 mil pessoas acompanhem o espetáculo a céu aberto, nas centenárias ruas da Cidade de Goiás.

A procissão encena a prisão de Jesus Cristo por soldados romanos, os farricocos. Eles são representados por 40 moradores da antiga capital do Estado. Os farricocos caminham descalços pelas ruas de pedra carregando o estandarte pintado pelo artista plástico Veiga Valle no século 19. Com as luzes apagadas, a comitiva é acompanhada por moradores e visitantes.

O turista que queira acompanhar a procissão, porém, tem de tomar cuidado. A GO-O70, principal rota de acesso à Cidade de Goiás, tem trechos deteriorados. Segundo a Agência Goiana de Infraestrutura e Transporte (Goinfra), apesar de a rodovia ter sido entregue há menos de um ano, foi constatada “deterioração”. Portanto, há trechos com obras.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.