Moto e capacete pretos são encontrados em lote baldio. Relação com suposto serial killer não é descartada

Capitão avalia como precipitada qualquer associação. Linha de investigação inicial para o caso se embasará na hipótese de roubo seguido de abandono

A Polícia Militar (PM) encontrou na manhã desta sexta-feira (15/8) uma motocicleta de cor preta abandonada em um lote baldio no Setor Barra da Tijuca, em Goiânia, na saída para Trindade. Junto ao veículo, que estava com chassi adulterado e sem placa, também foi encontrado um capacete preto.

A corporação chegou ao local por meio de uma denúncia anônima feita por telefone. A relação da motocicleta abandonada com a série de assassinatos de mulheres por motoqueiros na capital não foi descartada pela polícia, uma vez que o veículo encontrado possui características semelhantes às apontadas por testemunhas dos casos.

Em entrevista ao Jornal Opção Online, o capitão Geraldo Sírio avalia como precipitada qualquer associação. “A moto foi conduzida para a Polícia Técnico-científica para maiores averiguações. Qualquer associação é precipitada. Temos que esperar, para, só depois, associarmos a algum criminoso, ou a algum crime”, disse.

Conforme assessoria de imprensa da Polícia Civil (PC), a linha de investigação inicial para o caso se embasará na hipótese de roubo seguido de abandono.

Medo

Apenas neste ano, foram registrados 40 casos de assassinatos de mulheres na capital, sendo que 11 foram solucionados. Na lista, estão incluídos 17 em que os suspeitos estavam em motocicletas de cor escura — 15 de mulheres assassinadas, uma tentativa de homicídio e a morte de um homem.

No último dia 3, a atuação de um serial killer não foi descartada pela Polícia Civil. A possibilidade foi levantada após a circulação de áudio pelo aplicativo de conversas por celular WhatsApp, em que uma garota alertava para a atuação de assassino de mulheres em determinados setores da capital em uma motocicleta e capacete pretos. Casos de homicídios contra mulheres jovens em Goiânia em que os suspeitos teriam características semelhantes foram registrados antes e depois da divulgação da mensagem de voz. As ações eram parecidas: o criminoso se aproximava e disparava, matando a vítima sem levar nada.

Deixe um comentário